Terça, 05 de dezembro de 2017, 08h25
Convescote
Delação complica servidores da Assembleia

DA REDAÇÃO

tschales tscha e assembleia legislativa

O ex-secretário de Administração da Assembleia, Tschales Tschá: citado em delação

A delação do ex-funcionário da Fundação de Apoio ao Ensino Superior Público Estadual (Faespe), Hallan Freitas, no âmbito da Operação Convescote, complicou a vida do ex-secretário de Administração da Assembleia, Tschales Franciel Tschá, e de Odenil Rodrigues de Almeida, assessor do deputado Guilherme Maluf (PSDB).

Tschales e Odenil, além de já serem réus da ação penal derivada da operação, foram alvos de condução coercitiva na 4ª fase da operação, deflagrada na última quinta-feira (30).

As conduções se embasaram em provas obtidas por meio da delação de Hallan, que afirmou ter repassado dinheiro oriundo do desvio a ambos. 

Assim, além de responderem a acusação de ter atestado serviços fictícios, Tschales e Odenil, agora, passaram a ser suspeitos de também terem se beneficiado financeiramente com o esquema. 


Fonte: Midia Jur |
Visite o website: http://midiajur.com.br/