Quarta, 09 de agosto de 2017, 17h31
Rolo do VLT
Nomeação de lobista soa "estranha", diz juiz que ordenou operação

DA REDAÇÃO

Paulo Sodré

O juiz federal Paulo Cesar Alves Sodré, que assinou as ordens de busca e condução coercitiva

Na decisão que ordenou os mandados na Operação Descarrilho, o juiz federal Paulo Cesar Alves Sodré disse estranhar a nomeação do lobista Rowles Magalhães na Vice-Governadoria de Mato Grosso, em 2012.

“Soa estranho, porque antes ele seria ligado à empresa Ferconsult e ao grupo Infinity Investimentos, empresas essas que teriam doado/cedido ao Estado de Mato Grosso um pré-projeto para implantação do VLT avaliado em R$ 14.000.000”, escreveu o juiz.

Com qual finalidade teria ocorrido essa inversão de papéis? Tal incoerência robustece e dá credibilidade ao depoimento prestado por Silval Barbosa que, de fato, Rowles Magalhães teria recebido uma determinada quantia (R$ 1.000.000) para ‘parar de importunar’”, concluiu.


Fonte: Midia Jur |
Visite o website: http://midiajur.com.br/