Artigos
  • VALBER MELO E FILIPE MAIA BROETO
    Ao implementar-se o método do discovery, eliminar-se-ão os "blefes", os "trunfos", as "jogadas desleais", bem como os eventuais "jogadores espertos"
  • LUIZ GONÇALO DA SILVA
    O posicionamento do STF amplia a possibilidade de surgimento de novas empresas e de ampliação de postos de trabalho
  • LEONARDO CAMPOS
    Impôs derrotas acachapantes, renovou na medida de sua vontade e deixou claro suas prioridades mais imediatas
Últimas Notícias / MINISTRO DO STF

Tamanho do texto A- A+
07.02.2018 | 17h49
Polícia Federal abre inquérito para investigar ofensas a Gilmar Mendes
Ministro pediu investigação após ter sido hostilizado em grupo de mensagens na internet
Nelson Jr/STF
O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal
CAMILA BOMFIM
DA TV GLOBO

A Polícia Federal (PF) decidiu abrir um inquérito para apurar ofensas em grupo de WhatsApp ao ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF). O pedido de investigação foi feito pelo próprio ministro.

O inquérito vai investigar o homem que lidera um grupo no WhatsApp que incentiva a agressão a Gilmar Mendes O grupo, batizado de Tomataço, oferece R$ 300 para quem acertar um tomate na cabeça do ministro.

“Claramente, a intenção do Representado [o responsável pelo Tomataço] não era a de realizar um protesto pacífico – dentro dos limites do direito à liberdade de expressão –, mas de verdadeiramente ameaçar o Representante [ministro Gilmar Mendes] e de lhe ocasionar lesão corporal e patrimonial”, diz o documento enviado pela defesa de Gilmar Mendes ao diretor-geral da PF, Fernando Segóvia.

À PF, Gilmar Mendes pede que o responsável pela divulgação seja penalmente responsabilizado.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Outubro de 2018
16.10.18 15h04 » TCE suspende pregão de R$ 8,5 milhões da Prefeitura de Cuiabá
16.10.18 15h01 » Consórcio pede que Justiça proíba eventos na Arena Pantanal
16.10.18 14h57 » Gaeco: delegado e policiais usavam sacolas para asfixiar vítimas
16.10.18 14h42 » Loja manda deficiente auditivo desbloquear cartão por telefone
16.10.18 14h33 » Juiz proíbe Arcanjo de dormir nos finais de semana em fazenda
16.10.18 14h05 » Juiz quer saber se Chico Lima viajou para o Rio de Janeiro
16.10.18 11h31 » TJ vai implantar câmeras e detectores de metal em fóruns de MT
16.10.18 11h19 » Gaeco prende delegado e investigadores por suspeita de tortura
16.10.18 08h43 » Discovery: em busca da paridade negocial
16.10.18 08h40 » MT: o agro que representa o Brasil



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet