Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    O Judiciário dará solução imediata ao cidadão ou à pessoa jurídica, quando houver ameaça à violação de direito
  • EDUARDO MAHON
    Há nomes que merecem permanecer na memória da Cultura de Mato Grosso; já outros...
J. do Trabalho / JUSTIÇA DO TRABALHO

Tamanho do texto A- A+
18.11.2016 | 16h15
Posse de quatro novos juízes completa quatro de magistrados do TRT/MT
Tribunal conta com 86 cargos de juízes e desembargadores
Reprodução
Tomaram posse os juízes Luiz Fernando Leite da Silva Filho, Marcos Antonio Idalino Cassimiro Filho, Pedro Ivo Lima Nascimento e Pedro Ivo Tenório de Brito Toledo Arruda
DA ASSESSORIA

Com a posse de quatro novos juízes nesta quinta-feira (18), o Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso (TRT/MT) completa o quadro de magistrados, composto por  86 cargos de juízes e desembargadores. 

A solenidade ocorreu no plenário 3 do Tribunal e contou com a presença de familiares e amigos dos empossados, servidores e magistrados do TRT mato-grossense.  Tomaram posse os juízes Luiz Fernando Leite da Silva Filho, Marcos Antonio Idalino Cassimiro Filho, Pedro Ivo Lima Nascimento e Pedro Ivo Tenório de Brito Toledo Arruda.

A presidente do TRT/MT, desembargadora Beatriz Theodoro, parabenizou os novos integrantes da Justiça do Trabalho e lembrou da importância de cada um para prestar um serviço de qualidade à população. A dirigente comemorou o preenchimento do quadro de magistrados da justiça trabalhista em Mato Grosso, que contribuirá para uma prestação jurisdicional mais célere.

Pedro Ivo Arruda veio de Curitiba e contou que foram oito anos de preparação até ser aprovado no concurso.  Ao ser empossado, todas as dificuldades enfrentadas e incertezas sobre o futuro se transformaram na alegria de ter o sonho realizado, segundo ele.  “Agora é hora de virar a página e exercer da melhor forma possível este trabalho aqui em Mato Grosso. Estou feliz e de peito aberto para me entregar a esse trabalho”, afirmou.

Luiz Fernando destacou que este momento foi a concretização de um sonho e resultado de muito empenho. Recém-chegado da Bahia, destacou que já se sente acolhido pela terra que escolheu para morar. “É muito bom tomar posse em um Tribunal tão acolhedor. Agora me preparo para exercer minhas função com muito empenho”, comemorou.

Nos próximos dias, todos passarão por um período de acolhimento e de capacitação.  A perspectiva é os magistrados cheguem às suas unidades de destino já com todas as condições de desempenhar suas atividades, com a emissão do certificado digital e as habilitações nos sistemas eletrônicos utilizados pela Justiça do Trabalho.

 


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Novembro de 2017
21.11.17 09h24 » MPT obtém liminar contra supermercado para combater assédio
13.11.17 16h22 » Baseado na reforma trabalhista, juiz condena trabalhador em R$ 8 mil
13.11.17 09h45 » Juíza: "A reforma vem para fortalecer e moralizar o judiciário"
10.11.17 10h23 » Nova lei trabalhista entra em vigor neste sábado
03.11.17 11h12 » Escritório de advocacia é condenado por tratar estagiária como empregada
Outubro de 2017
23.10.17 18h11 » MPT pedirá à Justiça divulgação oficial da lista do trabalho escravo
21.10.17 11h49 » Ministros do TST apontam 'retrocesso' em portaria do governo
Setembro de 2017
22.09.17 19h15 » Alvo de ação milionária, Riachuelo diz que MPT destrói empregos
18.09.17 15h41 » TST equipara assessor de imprensa a jornalista para pagamento de horas extras
Agosto de 2017
24.08.17 18h10 » Tribunal do Trabalho de SP aceita intermediar acordos pelo WhatsApp



Copyright 2012 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet