Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    A estrutura constitucional impõe que os aludidos Poderes são independentes e harmônicos entre si
  • VILSON NERY
    Os habitantes de Patópolis tiraram Dilma, porém se conformam com Temer
  • JOAQUIM SPADONI
    Os salários que são pagos com nosso dinheiro devem ter critérios claros, pautados e limitados em Lei
J. do Trabalho / DIREITO BÁSICO

Tamanho do texto A- A+
08.11.2016 | 17h30
Quase 50% dos processos trabalhistas são por não pagamento de verbas rescisórias
Em MT, 182 mil processos tramitam na Justiça envolvendo o não pagamento de salários
Reprodução
s verbas rescisórias, como o próprio nome dá a entender, são aquelas decorrentes do fim do contrato de trabalho
DA ASSESSORIA

Adailton e Raimundo trabalharam por mais de dois anos como operadores de máquina para um consórcio que executava obras de engenharia no município de Rondonópolis, sul de Mato Grosso. Em agosto deste ano, eles tiveram que procurar a Justiça do Trabalho para tentar receber seus salários atrasados, 13º, férias, entre outros direitos que integravam as suas verbas rescisórias. Ambos haviam sido dispensados sem justificativa um mês antes.

As verbas rescisórias, como o próprio nome dá a entender, são aquelas decorrentes do fim do contrato de trabalho. É o caso de saldo de salário, por exemplo, quando a demissão se dá no meio do mês e o ex-empregado tem dias trabalhados a receber. Também faz parte dessas verbas a gratificação natalina e as férias proporcionais, bem como o pagamento do aviso prévio (se este for o caso), entre outros valores. Noutras palavras, são direitos trabalhistas básicos, essenciais para a própria subsistência do trabalhador e de sua família.

A necessidade de quitação dessas verbas é de conhecimento público, tanto que o próprio empregado sabe que tem direito a elas. Apesar disso, cerca de 50% dos casos em tramitação na Justiça do Trabalho brasileira em 2015 cobravam o pagamento desses direitos. É o que revelou o relatório Justiça em Números, produzido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e divulgado recentemente. Segundo o documento, eram quase 5 milhões de processos com essa classe processual tramitando no país.

Em Mato Grosso o percentual era ainda maior: no ano passado, existiam aproximadamente 182 mil processos envolvendo pedidos de trabalhadores para o pagamento das verbas rescisórias, ou 55% do total dos casos.

Numa análise mais ampla, a rescisão do contrato de trabalho, gênero que inclui o não pagamento das verbas, responde sozinha por 66% dos motivos que fazem com que trabalhadores procurem a Justiça mato-grossense. O número sobe porque passam a contar também os pedidos de seguro-desemprego e mesmo a rescisão indireta. Nacionalmente, esse percentual fica em 58%.

Conciliações

O Justiça em Número apontou que, em 2015, a Justiça do Trabalho no Brasil recebeu um total de 2,6 milhões de novos casos. Mato Grosso contribuiu com cerca de 45 mil processos para isso.

Das divergências entre patrões e empregados que chegaram para análise do magistrado, como é o caso do não pagamento das verbas rescisórias, aproximadamente 25% foram resolvidas por meio de acordos, fazendo deste ramo do judiciário que mais concilia. Neste quesito, o índice mato-grossense é um dos melhores do país, ficando em 33% no geral (45% na fase de conhecimento e 9% na de execução).


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Agosto de 2017
15.08.17 15h51 » Homem é indenizado após ficar impotente temporariamente
14.08.17 15h49 » Empresa não pode suspender planos de saúde de afastados por doença
01.08.17 09h49 » Férias: atraso de 2 dias não exige valor em dobro, diz TST
Julho de 2017
31.07.17 09h56 » Trabalhador que mentiu sobre demissão é condenado por litigância de má-fé
29.07.17 08h52 » Quem pede demissão grávida não tem direito a estabilidade, decide TST
28.07.17 15h04 » Demitida pelo WhatsApp será indenizada em R$ 10 mil
18.07.17 17h29 » Empresa de construção é condenada por não contratar aprendiz
17.07.17 09h24 » TRT renova termo aditivo para utilização de aeronaves do Estado
08.07.17 08h32 » Acidente na volta para casa dá direito a estabilidade de emprego
Junho de 2017
30.06.17 16h08 » Incapacidade de ir ao Judiciário por causa de depressão anula prescrição



Copyright 2012 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet