Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    Se agente público pode agir de forma discricionária, Constituição censura atitudes incoerentes
TCE / SEM RGA NO TCE

Tamanho do texto A- A+
22.05.2016 | 15h00
Sindicalista: anúncio deixou servidores em estado de choque
TCE acompanha Executivo e não concederá revisão
MidiaNews
Servidores do TCE, por enquanto, também não receberão a RGA
CAMILA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

Os servidores do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT) dizem ter sido pegos de surpresa com o anúncio do presidente do órgão, conselheiro Antônio Joaquim, que decidiu acompanhar o Poder Executivo e não conceder a reposição inflacionária (Revisão Geral Anual) na folha salarial de maio.

“Foi uma decisão que nos pegou de surpresa e que deixou os servidores em choque, pois a RGA é uma reposição amparada em lei”, afirmou a presidente do Sindicato dos Trabalhadores do TCE (SINTTCONTAS), Eloiza Ferreira, em entrevista ao MidiaNews.

Em nota encaminhada à imprensa, Antônio Joaquim justificou a sua decisão de não conceder o reajuste, neste momento, “em nome da governança pública”.

Não houve uma conversa com os servidores e isso gerou um descontentamento

Ele disse estar ciente de que uma posição diferenciada daquela do Poder Executivo somente agravaria a crise institucional no Estado.

Segundo Eloiza Ferreira, a decisão do presidente foi de caráter pessoal e sem uma conversa prévia com os servidores.

“Essa é uma decisão do presidente, não houve uma conversa com os servidores e isso gerou um descontentamento”, disse Eloiza.

Ainda segundo ela, a principal insatisfação de parte dos servidores é em razão de que muitos deles não têm qualquer reajuste em seus salários, a não ser a RGA.

“Antes de tudo, é preciso esclarecer que as negociações para a recomposição anual de 2016 ainda estão em curso. Até o presente momento não foi oficializado, pelo Presidente do TCE, a posição de que não serão recompostas as perdas inflacionárias deste ano”, disse Eloiza, por meio de nota encaminhada à imprensa.

No documento, o sindicato pontua ainda que, havendo o indicativo oficial de que a reposição salarial não será concedida, a questão será submetida à assembleia geral e só então haverá um posicionamento da entidade sindical sobre o assunto.

O sindicato esperava se reunir com o presidente do TCE na última quarta-feira (18), mas ele estava viajando. Antônio Joaquim deverá voltar nesta segunda-feira. A ideia do sindicato é conversar com o conselheiro ainda nesta semana.

Leia mais sobre o assunto:

TCE acompanha Governo e não concede reposição a servidores


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Maio de 2017
24.05.17 08h35 » TJ nega recurso e mantém afastamento de conselheiro
23.05.17 08h29 » Presidente cobra rapidez em recurso de ação contra Sefaz
19.05.17 09h03 » "Prenderia em flagrante se oferecessem", diz presidente do TCE
12.05.17 14h46 » Presidente defende conselheiros após "vazamentos"
12.05.17 08h50 » Nadaf aponta Sérgio e servidor como "interlocutores" de propina
12.05.17 08h26 » Depoimento de Nadaf motivou investigação contra conselheiros
10.05.17 14h38 » Agente da Sefaz recebeu R$ 1,2 milhão de propina da Caramuru
10.05.17 14h31 » TCE arquiva investigação de suposta propina a conselheiros
09.05.17 17h52 » TCE nega recurso e mantém suspenso contrato de R$ 712 milhões
01.05.17 16h21 » Presidente cita “arbitrariedade” e diz que acionará desembargador



Copyright 2012 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet