Artigos
  • RODRIGO MESQUITA
    A propaganda pela reforma contrapõe o "velho" ao "moderno", como se leis antigas se tornassem ruins pelo mero decurso do tempo
  • AUREMÁRCIO CARVALHO
    A delação passa a ser considerada como prova quando o delator incrimina um terceiro e prova suas afirmações
  • VICTOR MAIZMAN
    O certo é que não seria possível deixar qualquer autoridade imune de qualquer forma de controle quanto a seus atos
  • GISELE NASCIMENTO
    Parece-me apressada e inadequada, neste momento histórico, a pretendida implantação de recall presidencial
TCE / CONTRATOS SUSPENSOS

Tamanho do texto A- A+
11.01.2016 | 09h02
TCE suspende todos os contratos administrativos
Suspensão será mantida até o dia 31 de janeiro, segundo publicação no Diário Oficial
Marcus Mesquita/MidiaNews
Presidente do TCE-MT, conselheiro Antônio Joaquim
DA REDAÇÃO

O Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) publicou no Diário Oficial desta sexta-feira (08) portaria que suspende os contratos administrativos de serviços, fornecimento de bens e de execução de obras.

A portaria nº 2/2016 estabelece um prazo de suspensão até dia 31 de janeiro.

De acordo com o tribunal, a suspensão objetiva facilitar melhor avaliação das prioridades atuais do TCE-MT de acordo com o novo planejamento estratégico de longo prazo (2016-2021) e que já foi adotado na gestão do conselheiro presidente Antônio Joaquim.

"Durante esse período serão realizadas ações para verificar a pertinência da continuidade dos contratos, de acordo com o novo plano estratégico", informa a portaria.

O planejamento aprovado pela Resolução Normativa 33/2015 já leva em conta as alterações no modelo de atuação do Tribunal de Contas, tornando a fiscalização mais ágil e centrada em critérios como relevância, materialidade e risco e amparada em informações estratégicas e de inteligência.

O TCE-MT buscará ainda responder com maior celeridade ás denúncias recebidas pela Ouvidoria Geral de Contas.

Com a suspensão também se analisará quais os serviços serão considerados relevantes para a continuidade das ações públicas do TCE.

"Pretendemos reduzir despesas em razão do cenário econômico nacional, além de enquadrar todas as despesas ao orçamento previsto para 2016", explicou o presidente.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Junho de 2017
26.06.17 16h50 » TCE suspende pagamento de R$ 1,6 milhão a empresa em Cuiabá
20.06.17 08h32 » TCE encontra falhas e dá parecer favorável às contas de Taques
12.06.17 16h44 » Prefeito concede indenização de R$ 116,8 mil a si próprio
12.06.17 08h34 » Ex-secretário e ex-superintendente terão que devolver recursos
01.06.17 08h48 » TCE manda empresa e ex-Sinfra devolverem R$ 328 mil
Maio de 2017
24.05.17 08h35 » TJ nega recurso e mantém afastamento de conselheiro
23.05.17 08h29 » Presidente cobra rapidez em recurso de ação contra Sefaz
19.05.17 09h03 » "Prenderia em flagrante se oferecessem", diz presidente do TCE
12.05.17 14h46 » Presidente defende conselheiros após "vazamentos"
12.05.17 08h50 » Nadaf aponta Sérgio e servidor como "interlocutores" de propina



Copyright 2012 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet