Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    Juridicamente é irrelevante o nome que se dá ao tributo, devendo ser definido o tributo através de seu fato gerador
  • RENATO GOMES NERY
    Não pode a Justiça afirmar que tal cor um dia é preta e no outro dia é branca; isto leva ao descrédito
  • VALBER MELO E FILIPE MAIA BROETO
    Ao implementar-se o método do discovery, eliminar-se-ão os "blefes", os "trunfos", as "jogadas desleais", bem como os eventuais "jogadores espertos"
OAB / PRERROGATIVAS

Tamanho do texto A- A+
10.02.2017 | 15h06
OAB-MT e Defensoria Pública discutem metas conjuntas para 2017
Presidente da Ordem visitou o defensor público-geral Jeferson Santana
Reprodução
Um dos pontos mais preocupantes para a OAB-MT são as ações propostas por defensores públicos para questionar honorários advocatícios
DA ASSESSORIA

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT), Leonardo Campos, realizou uma visita institucional ao Defensor Público-Geral Silvio Jeferson Santana na tarde desta quinta-feira (8) e discutiram as ações conjuntas a serem desempenhadas pelas instituições.

“Ficamos muito honrados com a visita pois a OAB-MT sempre foi uma parceira da Defensoria Pública e luta não só pelas prerrogativas dos advogados, mas também dos defensores”, ressaltou o Defensor Público-Geral.

Também participaram da reunião a conselheira estadual da OAB-MT e defensora pública Juliana Ribeiro Salvador Bond, o primeiro e segundo subdefensores públicos-gerais, Márcio Dorileo e Caio César Buim Zumioti, respectivamente.

Durante o encontro foram apresentadas as demandas das subseções da OAB-MT em relação à atuação defensores públicos além de suas competências. Os casos específicos deverão ser notificados e encaminhados à Defensoria Pública do Estado de Mato Grosso para as devidas providências.

Um dos pontos mais preocupantes para a OAB-MT são as ações propostas por defensores públicos para questionar honorários advocatícios. O presidente da Ordem ressaltou que os abusos devem ser sim combatidos, mas em suas devidas instâncias, notificando o Tribunal de Ética e Disciplina (TED). “Esta é uma prerrogativa que a OAB-MT não abre mão e não admitiremos interferência”, comentou.

Também foi apresentada à Defensoria a preocupação em relação à inviabilidade de utilização do sistema de Processo Judicial Eletrônico (PJE) nos Núcleos de Práticas Jurídicas das faculdades de Direito o que, consequentemente, aumentará a demanda de ações na Defensoria Pública.

A situação chamou a atenção do Defensor Público-Geral que se propôs a atuar conjuntamente com a OAB-MT na busca de uma solução assim como a Ordem deve trabalhar em conjunto para o fortalecimento da Defensoria.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Setembro de 2018
28.09.18 08h48 » "Desafio é fazer valer os direitos sociais", diz Leonardo Campos
14.09.18 16h17 » Advogados são denunciados por captação ilícita de clientes
Agosto de 2018
29.08.18 11h05 » OAB pede quebra de sigilo de delações de Alan e Permínio
Julho de 2018
30.07.18 18h02 » OAB-MT solicita cópia de depoimentos e fará nova cobrança ao STJ
Junho de 2018
26.06.18 17h47 » Três são detidos sob suspeita de captação ilícita de clientes
20.06.18 17h02 » Dois são presos por promessa de "limpar nome" de clientes
Abril de 2018
26.04.18 16h38 » OAB-MT instaura processos para apurar conduta de inadimplentes
24.04.18 14h39 » OAB-MT alerta sobre golpe contra idosos e aposentados
13.04.18 17h32 » OAB: juíza violou Lei da Magistratura e Código de Ética
08.04.18 14h56 » OAB-MT pede cópia de processo para investigar dois advogados



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet