Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    Quem exige tributo deve apontar o seu exato valor, com critérios objetivos
  • GISELE NASCIMENTO
    É assustador o tanto de mulheres que têm sido assassinadas em Mato Grosso nos últimos tempos
  • LUIZ FLÁVIO GOMES
    Não agir com igualdade perante todos significa um torpedo contra a própria noção de justiça
OAB / PRERROGATIVAS

Tamanho do texto A- A+
10.02.2017 | 15h06
OAB-MT e Defensoria Pública discutem metas conjuntas para 2017
Presidente da Ordem visitou o defensor público-geral Jeferson Santana
Reprodução
Um dos pontos mais preocupantes para a OAB-MT são as ações propostas por defensores públicos para questionar honorários advocatícios
DA ASSESSORIA

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT), Leonardo Campos, realizou uma visita institucional ao Defensor Público-Geral Silvio Jeferson Santana na tarde desta quinta-feira (8) e discutiram as ações conjuntas a serem desempenhadas pelas instituições.

“Ficamos muito honrados com a visita pois a OAB-MT sempre foi uma parceira da Defensoria Pública e luta não só pelas prerrogativas dos advogados, mas também dos defensores”, ressaltou o Defensor Público-Geral.

Também participaram da reunião a conselheira estadual da OAB-MT e defensora pública Juliana Ribeiro Salvador Bond, o primeiro e segundo subdefensores públicos-gerais, Márcio Dorileo e Caio César Buim Zumioti, respectivamente.

Durante o encontro foram apresentadas as demandas das subseções da OAB-MT em relação à atuação defensores públicos além de suas competências. Os casos específicos deverão ser notificados e encaminhados à Defensoria Pública do Estado de Mato Grosso para as devidas providências.

Um dos pontos mais preocupantes para a OAB-MT são as ações propostas por defensores públicos para questionar honorários advocatícios. O presidente da Ordem ressaltou que os abusos devem ser sim combatidos, mas em suas devidas instâncias, notificando o Tribunal de Ética e Disciplina (TED). “Esta é uma prerrogativa que a OAB-MT não abre mão e não admitiremos interferência”, comentou.

Também foi apresentada à Defensoria a preocupação em relação à inviabilidade de utilização do sistema de Processo Judicial Eletrônico (PJE) nos Núcleos de Práticas Jurídicas das faculdades de Direito o que, consequentemente, aumentará a demanda de ações na Defensoria Pública.

A situação chamou a atenção do Defensor Público-Geral que se propôs a atuar conjuntamente com a OAB-MT na busca de uma solução assim como a Ordem deve trabalhar em conjunto para o fortalecimento da Defensoria.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Abril de 2018
13.04.18 17h32 » OAB: juíza violou Lei da Magistratura e Código de Ética
08.04.18 14h56 » OAB-MT pede cópia de processo para investigar dois advogados
Março de 2018
27.03.18 16h25 » OAB-MT leva ameaças sofridas pela advocacia ao secretário de Segurança
Fevereiro de 2018
23.02.18 13h59 » OAB expulsa advogado delator de esquema na Assembleia
10.02.18 08h53 » Tribunal de Ética e Disciplina da OAB-MT inicia notificações
Janeiro de 2018
25.01.18 16h03 » OAB pede gravação para provar suposta ameaça feita por ex-juiz
17.01.18 16h07 » 800 advogados de MT podem ter registro suspenso pela OAB
17.01.18 15h57 » OAB de MT requer ação contra lei que reduz valor da RPV
03.01.18 16h58 » OAB divulga calendário de provas do Exame de Ordem em 2018
Novembro de 2017
24.11.17 11h29 » Advogado é preso após causar confusão em agência bancária



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet