Artigos
  • XÊNIA ARTMANN GUERRA
    “Evoluímos” para a repulsiva situação de uma advogada ser presa e algemada dentro de um fórum no exercício da profissão
  • JEAN CARVALHO
    Atribuo, sob a minha ótica, a responsabilidade da dificuldade passada pelo Poder Judiciário ao próprio Judiciário
  • LUIZ HENRIQUE LIMA
    Até na cela de uma prisão, uma boa leitura liberta o pensamento e desacorrenta a alma
OAB / BANDA LARGA

Tamanho do texto A- A+
17.01.2017 | 15h07
Comissões de Defesa do Consumidor se unem contra limitação da Internet
Ato se deu após declaração do ministro Gilberto Kassab, sobre limitação de banda larga
MidiaNews
Segundo o ministro, limitação não passará de 2017
DA ASSESSORIA

Após as declarações do ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, afirmando que a limitação da banda larga no Brasil não passará de 2017, as Comissões temáticas de Defesa do Consumidor das seccionais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de todo o país se unem contra a medida.

Em maio do ano passado, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) chegou a autorizar a comercialização, por parte das operadoras, de planos com limitação de dados da internet fixa (banda larga), causando revolta na população e uma mobilização dos órgãos e entidades de defesa dos direitos dos consumidores, inclusive com distribuição de demandas jurídicas.

Depois disso, a Anatel revogou a portaria que autorizava a limitação da banda larga no Brasil. Contudo, no início deste ano, Kassab, disse categoricamente que a limitação da internet no país não passará de 2017.

Presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT), Rodrigo Palomares destaca que a atitude de limitar a banda larga consiste em agressão direta à Constituição Federal e fere o Direito do Consumidor que trata da garantia de ininterruptibilidade dos serviços essenciais ofertados no mercado de consumo.

Em repúdio à pretensão do ministro, as comissões temáticas de Defesa do Consumidor de 17 seccionais da OAB, além da Comissão Nacional de Defesa do Consumidor se unem num protesto simultâneo alertando os consumidores brasileiros sobre seus direitos no que diz respeito à internet.

"Não vamos medir esforços para garantir aos consumidores brasileiro uma internet fixa ilimitada e de qualidade. É isto o que defendemos e apoiamos”, ressaltou Rodrigo Palomares.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Setembro de 2018
14.09.18 16h17 » Advogados são denunciados por captação ilícita de clientes
Agosto de 2018
29.08.18 11h05 » OAB pede quebra de sigilo de delações de Alan e Permínio
Julho de 2018
30.07.18 18h02 » OAB-MT solicita cópia de depoimentos e fará nova cobrança ao STJ
Junho de 2018
26.06.18 17h47 » Três são detidos sob suspeita de captação ilícita de clientes
20.06.18 17h02 » Dois são presos por promessa de "limpar nome" de clientes
Abril de 2018
26.04.18 16h38 » OAB-MT instaura processos para apurar conduta de inadimplentes
24.04.18 14h39 » OAB-MT alerta sobre golpe contra idosos e aposentados
13.04.18 17h32 » OAB: juíza violou Lei da Magistratura e Código de Ética
08.04.18 14h56 » OAB-MT pede cópia de processo para investigar dois advogados
Março de 2018
27.03.18 16h25 » OAB-MT leva ameaças sofridas pela advocacia ao secretário de Segurança



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet