Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    A estrutura constitucional impõe que os aludidos Poderes são independentes e harmônicos entre si
  • VILSON NERY
    Os habitantes de Patópolis tiraram Dilma, porém se conformam com Temer
  • JOAQUIM SPADONI
    Os salários que são pagos com nosso dinheiro devem ter critérios claros, pautados e limitados em Lei
MPF / CONTRATO DE R$ 11 MILHÕES

Tamanho do texto A- A+
09.08.2017 | 16h56
MPF diz que Riva usou esposa como “testa de ferro" em empresa
As informações constam no pedido de procuradores que resultou na Operação Descarrilho
MidiaNews
O ex-deputado José Riva, que seria o dono de fato de empresa subcontratada
CAMILA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

A ex-secretária de Estado e Cultura, Janete Riva, foi apontada pelo Ministério Público Federal (MPF) como “testa de ferro” de seu marido, o ex-presidente da Assembleia Legislativa, José Geraldo Riva, numa transação que resultou na compra de parte da empresa Multimetal Engenharia de Estruturas.

A Multimetal é uma das empresas subcontratadas pelo consórcio responsável pela obra do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), para execução de serviços relacionados ao modal de transporte urbano.

O valor do contrato era de R$ 11,5 milhões.

Tal circunstância evidencia que Janete Gomes Riva nada mais era do que a ‘testa de ferro’ de José Riva, este, sim, o verdadeiro sócio oculto da Multimetal

As informações constam no pedido do MPF que resultou na Operação Descarrilho, deflagrada na manhã desta quarta-feira (9).

Segundo detalhou o MPF, Janete Riva, no final de 2010, adquiriu 40% da Multimetal, que, na época, era denominada Baggio e Cia. Ltda.

A transação teria sido realizada mediante pagamento de R$ 3,5 milhões. divididos em cinco parcelas de R$ 700 mil, conforme “contrato de gaveta”.

Ainda de acordo com o MPF, embora detentora de 40% da empresa, Janete nunca constou no quadro de sócios da Multimetal.

“José Geraldo Riva, por sua vez, foi forte defensor da implantação do modal VLT, fato público e notório e, segundo o ex-governador Silval Barbosa, José Riva pediu que ele (Silval), na condição de governador, intercedesse para que o consórcio subcontratasse a Multimetal, o que, de fato, foi feito”, diz trecho do documento.

“Tal circunstância evidencia que Janete Gomes Riva nada mais era do que a ‘testa de ferro’ de José Riva, este, sim, o verdadeiro sócio oculto da Multimetal. O uso de ‘testa de ferro’ consiste em uma das tipologias clássicas de lavagem de dinheiro, mormente em casos em que há agentes políticos interessados em auferir vantagens por intermédio de empresas contratadas por entes públicos”, afirma o MPF.

Veja fac-símile de trecho do pedido:

Busca e apreensão

Tal situação levou o MPF a requerer o cumprimento de mandados de busca e apreensão na sede da empresa Multimetal, localizada em Várzea Grande.

“A fim de apurar a forma como o ex-deputado estadual auferiu vantagem na subcontratação da empresa acima citada, bem como de que forma foram efetuados os repasses de recursos em seu favor (ou em favor de sua esposa), as buscas na sede da empresa constitui medida de suma relevância”.

Os mandados foram expedidos pelo juiz federal Paulo Cézar Alves Sodré, na última segunda-feira (7) e cumpridos na manhã de hoje.

Leia mais sobre o assunto:

Oscar diz que Taques foi "abençoado"; oposição pede rescisão

GCE: Governo vai suspender negociação com o Consórcio VLT

Silval diz que grupo recebeu R$ 18 milhões em propina no VLT

Veja quem são os alvos da "Operação Descarrilho" da PF

Taques: “Tem que investigar porque o dinheiro de MT foi roubado”

Ex-Secopa e empresário de factoring são alvos de operação da PF


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Agosto de 2017
19.08.17 10h57 » Palavra da acusação "merece fé", diz Moro ao negar acesso
18.08.17 09h37 » MPF do Rio pediu suspeição de Gilmar no caso de Jacob Barata Filho
10.08.17 19h05 » MPF: ex-Secopa agiu de modo ilícito para favorecer consórcio VLT
10.08.17 08h47 » Silval diz que fez acordo de propina na compra de vagões do VLT
09.08.17 17h22 » Silval mandou dar R$ 1 mi para lobista não "importunar", diz MPF
09.08.17 16h56 » MPF diz que Riva usou esposa como “testa de ferro" em empresa
09.08.17 16h51 » Silval diz que grupo recebeu R$ 18 milhões em propina no VLT
09.08.17 11h20 » MPF investiga supostas falhas estruturais em casas de residencial
Julho de 2017
10.07.17 16h10 » Nadaf confirma ao MPF esquemas de corrupção no Estado; veja
07.07.17 11h51 » MPF critica fim de grupo de trabalho da "lava jato" na Polícia Federal



Copyright 2012 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet