Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    Tratamento diferenciado imposto pela Constituição será benéfico e não maléfico às empresas de pequeno porte
  • FELIPE GUERRA
    Infelizmente, hoje os cidadãos mostram-se incapazes de fazer coisas que não lhes tragam gratificação pessoal
MPF / ESQUEMA NA SEDUC

Tamanho do texto A- A+
07.12.2016 | 17h10
MPF diz que não há elementos para investigar Taques e Leitão
Procurador-geral disse que apenas citação não é suficiente para abrir inquérito
Reprodução
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot: sem investigação por enquanto
DA REDAÇÃO

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, decidiu não instaurar inquérito contra o governador Pedro Taques e o deputado federal Nilson Leitão, ambos do PSDB, que foram citados na delação premiada do empresário Giovani Guizardi, da Dínamo Construtora.

A informação foi confirmada por uma fonte do Ministério Público Estadual. Na delação, o empresário deu detalhes do suposto esquema de fraude em licitação e propina que teria ocorrido na Secretaria de Estado de Educação (Seduc), que é investigado na Operação Rêmora.

Segundo Guizardi, um dos objetivos do esquema foi arrecadar recursos para o “retorno” das doações na ordem de R$ 10 milhões que o empresário Alan Malouf, sócio do Buffet Leila Malouf, teria feito à campanha de Taques, em 2014, por meio de caixa dois – dinheiro não declarado à Justiça Eleitoral.

Já o deputado Nilson Leitão, conforme o delator, teria se beneficiado de depósitos na ordem de R$ 20 mil, por determinação do então secretário Permínio Pinto (atualmente preso).

Porém, conforme apurou o MidiaNews, Rodrigo Janot entendeu que apenas a citação a Taques e Leitão, sem documentos que corroborassem os fatos, não era o bastante para determinar a abertura de inquérito.

Marcus Mesquita/MidiaNews

Nilson Leitão 190716

Nilson Leitão (foto) e Pedro Taques não serão investigados pela PGR

A delação foi enviada à Procuradoria-Geral da República em razão de os dois políticos possuir foro privilegiado e só podem ser investigados neste órgão.

“Houve uma consideração de que não há elementos suficientes para investigar o Taques e o Leitão. A análise é muito rigorosa, então apenas a citação do delator não gera elementos de prova”, disse a fonte.

Apesar da decisão, caso as investigações se aprofundem e surjam indícios contra os tucanos, Janot poderá reanalisar a questão e determinar a abertura de um inquérito.

Isso porque, conforme as informações, a PGR já teria recebido outros três encaminhamentos relativos a depoimentos de outros delatores que também teriam citado os nomes de Pedro Taques e de Nilson Leitão. Um desses delatores seria o ex-secretário Permínio Pinto.

Nesta hipótese, a possível investigação tramitaria em órgãos distintos: Taques seria alvo de inquérito no Superior Tribunal de Justiça e Leitão no Supremo Tribunal Federal.

Leia mais:

Gaeco encaminha delação de Giovani Guizardi à PGR

Taques defende apuração e diz que “ninguém está acima da lei” 

Delator: esquema era para pagar caixa dois em campanha de 2014

Maluf e Nilson Leitão recebiam propina de esquema, diz delator


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Setembro de 2017
18.09.17 15h14 » Raquel Dodge toma posse no cargo de procuradora-geral da República
14.09.17 18h01 » Janot rescinde acordo de delação premiada de Joesley Batista
14.09.17 16h41 » Janot denuncia Temer por obstrução à Justiça e organização criminosa
14.09.17 16h25 » Janot pediu para afastar 2 prefeitos, 7 deputados e 4 suplentes
14.09.17 12h09 » MPF instaura inquérito contra Emanuel e cinco deputados de MT
12.09.17 18h23 » Janot diz a 'detratores' que não vai retroceder nem desistir do combate à corrupção
11.09.17 17h43 » MPF denuncia Lula e Gilberto Carvalho por corrupção passiva
09.09.17 09h25 » Janot pede as prisões de Joesley, Saud e do ex-procurador Miller
08.09.17 10h48 » Janot anulará benefícios e deve pedir a prisão de Joesley
06.09.17 17h00 » Após novos áudios, Janot pretende revogar imunidade de Joesley



Copyright 2012 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet