Artigos
  • PEDRO HENRIQUE MARQUES
    Aspectos constitucionais do referido instituto na atual conjuntura política
  • VICTOR MAIZMAN
    É recorrente a insatisfação e inconformismo da sociedade quanto à elevada carga tributária
  • RENATO NERY
    A imprensa diariamente notícia novos casos de apropriação do espólio da viúva
MPE / PROPINA DE R$ 30 MILHÕES

Tamanho do texto A- A+
16.05.2018 | 18h05
MPE denuncia sete deputados e mais 51 pessoas na Bereré
Segunda fase da operação foi deflagrada na semana passada; esquema teria operado no Detran-MT
Alair Ribeiro/MidiaNews
O cooordenador do Gaeco, promotor de Justiça Marcos Bulhões
DA REDAÇÃO

O Ministério Público Estadual ofereceu denúncia criminal contra 58 pessoas supostamente envolvidas com o esquema de fraudes e propina descoberto no âmbito do Detran-MT pela Operação Bereré, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco).

Entre os denunciados, estão o presidente da Assembleia Legislativa, José Eduardo Botelho (DEM), os deputados estaduais Mauro Savi (DEM), José Domingos Fraga (PSD), Wilson Santos (PSDB), Baiano Filho (PSDB), Nininho (PSD) e Romoaldo Júnior (MDB).

Além dos parlamentares, constam da denúncia o ex-governador Silval Barbosa, o ex-chefe da Casa Civil, Paulo Taques, o ex-deputado federal Pedro Henry, o ex-presidente do Detran, Teodoro Moreira Lopes e o ex-chefe de gabinete de Silval, Sílvio Cézar Correia de Araújo

O grupo inclui, ainda, parentes dos gestores citados e empresários.

Segundo a promotoria, os denunciados irão responder por crimes de formação de organização criminosa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e fraude à licitação. A investigação reuniu 37 fatos relacionados ao suposto esquema, ocorridos entre os anos de 2009 a 2016.

De acordo com o MPE, os fatos vieram à tona a partir de colaborações premiadas de Teodoro Moreira Lopes, o “Doia” (indicado por Mauro Savi para a presidência do Detran-MT) e dos sócios proprietários da empresa EIG Mercados.

O esquema girou em torno da contratação da empresa responsável pela execução das atividades de registro, no Detran-MT, dos contratos de financiamentos de veículos com cláusula de alienação fiduciária, de arrendamento mercantil e de compra e venda com reserva de domínio ou de penhor.

Na ocasião, para obter êxito na contratação, a empresa se comprometeu a repassar parte dos valores recebidos com os contratos para pagamento de campanhas eleitorais.

No início, diz a denúncia, o ex-governador e o deputado Mauro Savi teriam recebido, cada um deles, R$ 750 mil. Com a continuidade das supostas fraudes, mais propinas teriam sido repassadas a outros beneficiados. A Promotoria estima-se que tenham sido pagos cerca de R$ 30 milhões em propinas.

A denúncia está amparada em quatro vertentes: movimentações bancárias entre os denunciados, entre denunciados com terceiros, apenas entre terceiros e entre os denunciados e servidores da Assembleia Legislativa. Todas as transações estão comprovadas na denúncia, afirma o MPE.

A organização, diz a denúncia, era composta por três núcleos: Liderança (Mauro Savi, José Eduardo Botelho, Silval Barbosa, Pedro Henry, Teodoro Moreira Lopes e Paulo Taques, cada qual em épocas distintas); e os de Operação e Subalterno.

Na denúncia, os promotores de Justiça informam ao Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso que inquéritos complementares já foram instaurados para apurar o envolvimento de outras pessoas e de outros fatos criminosos.

Veja a lista dos outros denunciados:

- ANTONIO DA CUNHA BARBOSA FILHO

- PEDRO JORGE ZAMAR TAQUES

- JOSÉ KOBORI

- CLAUDEMIR PEREIRA DOS SANTOS

- ANTONIO EDUARDO DA COSTA E SILVA

- MARCELO DA COSTA E SILVA

- RAFAEL YAMADA TORRES

-ROQUE ANILDO REINHEIMER

- MERISON MARCOS AMARO

- DAUTON LUIZ SANTOS VASCONCELLOS

- HUGO PEREIRA DE LUCENA

-JOSÉ HENRIQUE FERREIRA GONÇALVES

-JOSÉ FERREIRA GONÇALVES NETO

-JOÃO ANTONIO CUIABANO MALHEIROS

-MARILCI MALHEIROS FERNANDES DE SOUZA COSTA E SILVA

-CLEBER ANTONIO CINI

-ODENIL RODRIGUES DE ALMEIDA

- TSCHALES FRANCIEL TSCHA

-CLAUDINEI TEIXEIRA DINIZ

- MARCELO HENRIQUE CINI

- VALDIR DAROIT

-JORGE BATISTA DA GRAÇA

- ELIAS PEREIRA DOS SANTOS FILHO

- LUIZ OTAVIO BORGES DE SOUZA

- WILSON PINHEIRO MEDRADO

- VALDEMIR LEITE DA SILVA

- JURANDIR DA SILVA VIEIRA

- TIAGO VIEIRA DE SOUZA DORILEO

- ANTONIO FERNANDO RIBEIRO PEREIRA

- ADRIANA ROSA GARCIA DE SOUZA

-JOVANIL RAMOS DOS SANTOS

- RAFAEL BADOTTI

-FRANCISCO CARLOS FERRES

-SILVANA BADOTTI FERRES

-VINICIUS PINCERATO FONTES DE ALMEIDA

-ANDREO DARCI MENSCH LEITE

-SONIA REGINA BUSANELLO DE MEIRA

-DASAYEVIS SEBASTIAO MIRANDA DE LIMA SILVA

-LUCIANO DE FREITAS AZAMBUJA

-ROBERTO ABRAO JUNIOR

-IVANILDA SANTOS HENRY

-WALTER NEI DUARTE RAMOS

-ONEIDA FERREIRA DE FREITAS E SILVA

-DULCINEIA RUFO CAVALCANTE CINI

-GONÇALO JOSÉ DE SOUZA


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Junho de 2018
21.06.18 17h35 » MPE investiga pagamentos a servidor da AL morto há 28 anos
18.06.18 15h02 » Ex-gerente de empresa metalúrgica é obrigado a devolver bens
18.06.18 14h33 » Procuradores negam recurso e mantêm exoneração de promotor
12.06.18 10h03 » MPE denuncia bisavó por tentativa de homicídio duplamente qualificado
07.06.18 14h59 » MPE denuncia promotor por tentativa de estupro, ameaça e injúria
04.06.18 14h25 » Procuradora do Estado nega ter “lavado” R$ 45 mil a Pedro Henry
Maio de 2018
28.05.18 15h36 » MPE pede afastamento e indisponibilidade de bens de Luciane
24.05.18 10h37 » MPE notifica Cuiabá para comprovar matrícula de 736 crianças
23.05.18 10h01 » MPE denuncia prefeito por dispensa indevida de licitação em MT
23.05.18 09h55 » MPE pede para manter prisões de Kobori, Roque e irmãos Taques



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet