Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    Em qualquer esfera do Poder Público, o cidadão não pode ficar submisso às regras desprovidas de razoabilidade
MPE / FORMAÇÃO DE BOMBEIROS

Tamanho do texto A- A+
17.01.2018 | 17h26
MPE investiga oficiais por suposta venda ilegal de equipamentos
Um tenente e um coronel são os alvos; inquérito é conduzido pelo promotor André Luis de Almeida
Alair Ribeiro/MidiaNews
O promotor André Luis de Almeida, do MPE, que conduz a investigação
CAMILA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

O Ministério Público Estadual (MPE) instaurou um inquérito civil público para investigar possíveis irregularidades, que teriam sido praticadas na realização do 16º Curso de Formação de Bombeiros Militar de Mato Grosso.

A investigação é conduzida pelo promotor André Luís de Almeida, do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público.

Segundo informações encaminhadas ao MPE, os alunos que participaram do curso teriam sido obrigados a pagar pelos equipamentos utilizados.

Além disso, estes itens seriam vendidos aos alunos acima do valor de mercado.

Conforme a portaria que oficializou o inquérito, a compra dos equipamentos teria sido realizada pelo 2º tenente BM José Ribamar dos Reis Marinho e pelo coronel BM Lícinio Ramalho Tavares.

Ainda conforme a portaria, o tenente Marinho seria ainda o proprietário da empresa onde os materiais foram adquiridos.

A empresa especializada em segurança tem sede no Município de Campo Verde (140 km ao Sul de Cuiabá) e estaria em nome da esposa do tenente.

Segundo o MPE, há indícios de que não foram emitidas notas fiscais da compra.

Ao instaurar a investigação, o promotor André Luís determinou a notificação do Comando Geral do Corpo de Bombeiros, bem como da Corregedoria-Geral da corporação.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Maio de 2018
23.05.18 10h01 » MPE denuncia prefeito por dispensa indevida de licitação em MT
23.05.18 09h55 » MPE pede para manter prisões de Kobori, Roque e irmãos Taques
23.05.18 09h53 » MPE arquiva investigação contra prefeito por nepotismo
21.05.18 11h50 » Chefe do MPE diz que AL não tem prerrogativa para soltar Savi
18.05.18 14h57 » Esposa “lavou” R$ 299 mil de propina da EIG para Henry, diz MPE
18.05.18 14h32 » MPE: “Ninguém é denunciado sem que haja elementos mínimos”
17.05.18 17h14 » MPE: deputados receberam R$ 186 mil para não fiscalizar contrato
16.05.18 18h05 » MPE denuncia sete deputados e mais 51 pessoas na Bereré
13.05.18 17h15 » Kobori nega que Paulo e Jorge Taques tenham exigido propina
13.05.18 14h10 » Paulo Taques usou influência de primo para praticar crimes



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet