Artigos
  • LUIZ HENRIQUE LIMA
    Ainda não decidi em QUEM vou votar nas próximas eleições, mas em QUE vou votar
Artigos / RENATO NERY

Tamanho do texto A- A+
03.01.2018 | 09h53
A era digital é irreversível
Não dá para ficar dando conselhos e glorificando o passado com aquele comum: no meu tempo é que era bom...
RENATO NERY

Assim que começamos a utilizar computadores, eu falei para minha secretária: você vai perder o emprego? Eu disse isto porque eu fazia as peças à mão e ela datilografava.

A partir do computador, eu passaria a fazer diretamente os textos no computador.

Eu mesmo faria, corrigiria, imprimiria e assinaria. A intermediação que era feita pela secretária se tornaria desnecessária. E isto acabou acontecendo e ela perdeu o emprego, eu passei a ter uma despesa a menos.

Lembro-me da minha mãe torrando café e ficando depois de quarentena, porque o calor que ela tinha da torra poderia lhe causar algum mal se ela saísse para outro ambiente.

A danificação das mãos pela lavagem de roupas, louças e outras atividades domésticas.

O meu pai alegando que o café e as iguarias feitas em fogão a gás não tinham o mesmo gosto do processado no fogão a lenha.

A incansável penitência dos advogados no nosso sol de 40º pelas escrivanias judiciais está com os dias contados. O processo digital vai possibilitar a celeridade e o alcance muito mais fácil de todos, no menor tempo possível, a resolução dos conflitos

Hoje, resgatamos tudo isto com as máquinas e mais máquinas que facilitaram a vida das pessoas. A automação é irreversível e será e continuará a remir a nossa vida futura.

Não dá para ficar dando conselhos e glorificando o passado com aquele comum: no meu tempo é que era bom...

Que boa, como dizia meu pai, é geladeira Cônsul! Que carro era seu voyage ou seu Fiat Uno. Não se fará mais nada igual!

Já pensou se ainda estivéssemos glorificando o machado, a enxada e tantos outros artefatos primitivos!

A evolução é a remissão do homem e da vida que com a tecnologia melhora cada vez mais. As máquinas possibilitaram a produção em grande escala. E somente elas levarão à erradicação da fome no mundo.

Alguns alarmistas acham que os empregos vão acabar ou diminuírem drasticamente e teremos o desemprego em massa, com automatização de praticamente todas as tarefas que temos.

Eu, pelo contrário, acho que a tecnologia veio para melhorar a vida das pessoas e surgirão outros empregos em outras áreas que foram ou serão criadas.

Quando a tecnologia se instala não tem volta. Somente para exemplificar. O Uber levou o preço das corridas de táxi para níveis inimagináveis. As publicações digitais de jornais, revistas e livros levam a cultura ao alcance de todos.

A confecção digital do Diário Oficial da União e tantas outras publicações irá poupar centenas e mais centenas de árvores.

O ensino a distância irá diminuir drasticamente o número de professores e vai tirar o mundo da escuridão. Enfim, a melhoria está e continuará avançando em todas as áreas do conhecimento.

A incansável penitência dos advogados no nosso sol de 40º pelas escrivanias judiciais está com os dias contados. O processo digital vai possibilitar a celeridade e o alcance muito mais fácil de todos, no menor tempo possível, a resolução dos conflitos.

Os cartórios judiciais vão acabar, pois tudo será feito a partir do gabinete do juiz e o número de servidores judiciais vai reduzir drasticamente.

Até as intimações e citações serão feitas via digital. Os direitos que os servidores judiciais querem preservar ou aumentar agora não existirão, pois sequer existirá o seu posto de trabalho.

Enfim, tudo isto é a ciência rumo à abertura do caminho para libertação do homem.

RENATO GOMES NERY é advogado em Cuiabá.

regnery@terra.com.br


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Julho de 2018
21.07.18 10h51 » Declaração de voto
18.07.18 09h57 » Uma agenda para os advogados
16.07.18 14h00 » Política como questão jurídica
13.07.18 11h12 » Direitos decorrentes do atraso na obra
13.07.18 10h58 » Insegurança jurídica
11.07.18 15h05 » A delação
10.07.18 16h34 » Cidadão de bem não vende o voto
09.07.18 14h33 » ICMS sobre importação
09.07.18 11h43 » O surreal HC de Lula
09.07.18 11h42 » Pronasolos



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet