Artigos
  • GISELE NASCIMENTO
    Decisões que atestam o “mero aborrecimento” em casos de desrespeito ao consumidor estimulam o “mero abuso”
  • HÉLCIO CORRÊA
    Não vale mais baratear debate prisional no Brasil ou ficar inutilizando recursos públicos no modelo vingativo e ineficaz
  • VICTOR MAIZMAN
    Cláusula do Devido Processo Legal assegura que ninguém será privado de seus bens, sem o processo legal
  • GONÇALO DE BARROS
    Nas redes sociais, os julgamentos são mais abertos, transparentes; a exceção é o anonimato
Artigos / PAULO LEMOS

Tamanho do texto A- A+
05.09.2017 | 09h50
O que fazer?
Não podia prever que um ambiente tão perverso e uma conjuntura tão desfavorável acometeriam Mato Grosso
PAULO LEMOS

Desde o movimento estudantil, por volta dos 20 anos de idade, no início da jovialidade, cheio de sonhos e vontade de atuar em prol de um mundo mais justo e solidário, passando depois por diversas fases e espaços de militância, tive como prioridade lutar pelo protagonismo social e pela democracia participativa.

Logo depois, absorvi e assimilei a pauta dos direitos humanos e fundamentais, comprometendo-me com ela, na teoria e na prática. 

Sempre soube, ao longo desse tempo, assim como experimentei em diversas circunstâncias, que o percurso não seria fácil (pedregoso e arenoso)

Sempre soube, ao longo desse tempo, assim como experimentei em diversas circunstâncias, que o percurso não seria fácil (pedregoso e arenoso).

Muito menos que a consumação dos objetivos perseguidos ocorreriam a tempo e modo desejados, como liberdade, igualdade e fraternidade para todos, além de a consecução da dignidade da pessoa humana e da cidadania plena.

Entretanto, depois de um período de certa abundância e avanços significativos, não podia prever que um ambiente tão perverso e uma conjuntura tão desfavorável acometeriam Mato Grosso, Brasil e o Mundo.

O que fazer diante de tantos abusos e arbitrariedades?

Qual é o caminho para sair da armadilha em que caímos?

Como reverter tudo isso e voltar a acreditar num mundo melhor para nós e os nosso filhos?

PAULO LEMOS é advogado em Mato Grosso.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Dezembro de 2017
11.12.17 07h00 » A indústria do dano moral
07.12.17 06h58 » Vingança prisional cara
05.12.17 21h00 » Diagnóstico tributário
05.12.17 20h00 » Julgando, sempre
Novembro de 2017
27.11.17 16h17 » Matemática do Crime
16.11.17 11h54 » A inclusão de surdos-mudos - 1
16.11.17 11h52 » Justiça eficaz
14.11.17 15h15 » Sobre quem faz e fica
14.11.17 09h25 » Responsabilidade Civil do médico à luz do Código de Defesa do Consumidor
14.11.17 09h18 » Impunidade que mata



Copyright 2012 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet