Artigos
  • GISELE NASCIMENTO
    Decisões que atestam o “mero aborrecimento” em casos de desrespeito ao consumidor estimulam o “mero abuso”
  • HÉLCIO CORRÊA
    Não vale mais baratear debate prisional no Brasil ou ficar inutilizando recursos públicos no modelo vingativo e ineficaz
  • VICTOR MAIZMAN
    Cláusula do Devido Processo Legal assegura que ninguém será privado de seus bens, sem o processo legal
  • GONÇALO DE BARROS
    Nas redes sociais, os julgamentos são mais abertos, transparentes; a exceção é o anonimato
Artigos / OTACÍLIO PERION

Tamanho do texto A- A+
11.08.2017 | 16h56
Dia do Advogado
O Poder Judiciário, com a estrutura deficiente, faz com que o advogado seja o único juiz da causa
OTACÍLIO PERON

No dia 11 de agosto, comemora-se o Dia do Advogado. Como dizia o grande Sobral Pinto, “a advocacia não é profissão para covardes”.

E, há poucos dias, nos demonstrou esta coragem o ilustre colega de Santa Catarina, Felisberto Odilon Córdova, ao denunciar ao vivo, em plena sessão de julgamento, no Tribunal de Justiça, um desembargador, por atitudes não convencionais.

A advocacia é profissão da maior importância, e tanto é que vem consagrada na Constituição Federal, que considera o advogado indispensável à administração da Justiça.

É inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, nos limites da lei, sobrevindo, no entanto, o peso da imensa responsabilidade.

A advocacia é profissão da maior importância, e tanto é que vem consagrada na Constituição Federal, que considera o advogado indispensável à administração da Justiça

Só podemos falar em Justiça qualificada, Justiça mais próxima do cidadão, Justiça democrática, quando assegurado o direito do cidadão de ser assistido por um advogado.

A sociedade precisa muito dos advogados. O Judiciário, com a estrutura deficiente, faz com que o advogado não seja mais o primeiro juiz da causa, ou o último, mas por vezes, o único.

Nesse dia de comemoração, devemos renovar nosso compromisso com a luta diária pela melhoria da Justiça brasileira.

É preciso perseguir uma mudança que é difícil, mas, não impossível, e que só se dará com o nosso trabalho conjunto, com nossa união.

Parafraseando o Ministério da Justiça: “Advogados unidos podem, fazem, acontecem.”

Temos que continuar enfrentando todo tipo de violação de nossas prerrogativas, em cada canto desse Estado e do país, e a cada autoridade violadora, devemos asseverar, que nossas prerrogativas são inegociáveis.

Feliz Dia do Advogado!

OTACÍLIO PERON é advogado em Cuiabá.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Dezembro de 2017
11.12.17 07h00 » A indústria do dano moral
07.12.17 06h58 » Vingança prisional cara
05.12.17 21h00 » Diagnóstico tributário
05.12.17 20h00 » Julgando, sempre
Novembro de 2017
27.11.17 16h17 » Matemática do Crime
16.11.17 11h54 » A inclusão de surdos-mudos - 1
16.11.17 11h52 » Justiça eficaz
14.11.17 15h15 » Sobre quem faz e fica
14.11.17 09h25 » Responsabilidade Civil do médico à luz do Código de Defesa do Consumidor
14.11.17 09h18 » Impunidade que mata



Copyright 2012 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet