Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    Juridicamente é irrelevante o nome que se dá ao tributo, devendo ser definido o tributo através de seu fato gerador
  • RENATO GOMES NERY
    Não pode a Justiça afirmar que tal cor um dia é preta e no outro dia é branca; isto leva ao descrédito
  • VALBER MELO E FILIPE MAIA BROETO
    Ao implementar-se o método do discovery, eliminar-se-ão os "blefes", os "trunfos", as "jogadas desleais", bem como os eventuais "jogadores espertos"

Tamanho do texto A- A+
08.06.2018 | 08h40
"Hipossuficiência”
Tribunal nega "justiça gratuita" a ex-vereador de Cuiabá
DA REDAÇÃO
João Emanuel

Ex-vereador alega não ter condições financeiras de arcar com taxas judiciais

A 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso negou o pedido do “justiça gratuita” feito pelo ex-vereador de Cuiabá, João Emanuel.

Ele alega não ter condições financeiras para arcar com as taxas judiciárias, já que, devido à sua prisão, não exerce mais nenhum tipo de função remunerada.

No entendimento do desembargado Juvenal Pereira da Silva, mesmo alegando não ter condições financeiras,  não há elementos que sustem o argumento.

“Não há nos autos nenhum elemento sobressaltado que demonstre a indisfarçável fragilidade financeira do agravante. Ademais, o réu foi assistido por advogado particular, como bem assentado na decisão do juízo de piso, não restando comprovada a sua hipossuficiência”, consta na fala do desembargador.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Julho de 2018
13.07.18 16h06 » Conduta vedada
13.07.18 11h01 » Ex-prefeita de Juara
12.07.18 16h02 » Presos na Bereré
11.07.18 17h02 » Esquema milionário
10.07.18 16h36 » Alvo da Rêmora
09.07.18 11h45 » Desvios no Detran
05.07.18 17h56 » Grampolândia
03.07.18 17h50 » “Sono dos justos”
03.07.18 16h57 » MPF e PF: omissão
02.07.18 17h03 » Crime ambiental



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet