Artigos
  • LUIZ FLÁVIO GOMES
    Processo que apeou do poder a ex-presidente foi golpe ou merda expulsão de ladrões?
  • GISELE NASCIMENTO
    Toda disputa exige o prévio conhecimento das regras, mas também o uso de boa técnica

Tamanho do texto A- A+
06.03.2018 | 17h45
Ata da discórdia
Rival quis que senador fosse condenado litigância de má-fé
DA REDAÇÃO
José Medeiros 26-02-2018

O senador José Medeiros: suposta fraude em ata

A defesa do segundo suplente de senador Paulo Fiúza, que denunciou uma suposta fraude na ata que definiu a chapa encabeçada por Pedro Taques ao Senado em 2010, quer que o senador José Medeiros seja condenado por litigância de má-fé.

Segundo Fiúza, Medeiros tem se utilizado de artifícios de caráter “nitidamente protelatórios” na ação que contesta a ata no Tribunal Regional Eleitoral.

O processo aponta uma suposta fraude pela qual o nome de Fiúza teria sido tirado da primeira suplência em benefício de Medeiros, que acabou se tornando senador após a eleição de Taques ao Governo em 2014.

Apesar do pedido de Fiúza, o juiz relator Ulisses Rabaneda entendeu que não existe litigância de má-fé e que Medeiros apenas exerce seu direito de recorrer contra decisões com as quais não concorda.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Abril de 2018
24.04.18 18h46 » Foro íntimo
24.04.18 18h44 » Jardim Cuiabá
23.04.18 17h23 » Ação dos grampos
20.04.18 09h44 » STF & Silval
19.04.18 17h31 » Hospital Jd. Cuiabá
19.04.18 10h25 » Facão no TCE-MT
19.04.18 10h23 » Lucro abusivo
18.04.18 17h48 » Post no Insta
16.04.18 17h53 » No Gaeco
16.04.18 09h57 » Delação no STF



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet