Artigos
  • VILSON NERY
    Li as propostas dos três candidatos, e separei as palavras “agricultura” e agronegócio” em seu contexto no plano de governo, para dar qualidade à minha pretensão
  • JOÃO PAULO OLIVEIRA
    No processo eleitoral atual há uma enorme preocupação com relação a informações falsas que são passadas no que tange a uma série de situações e candidatos

Tamanho do texto A- A+
06.03.2018 | 17h45
Ata da discórdia
Rival quis que senador fosse condenado litigância de má-fé
DA REDAÇÃO
José Medeiros 26-02-2018

O senador José Medeiros: suposta fraude em ata

A defesa do segundo suplente de senador Paulo Fiúza, que denunciou uma suposta fraude na ata que definiu a chapa encabeçada por Pedro Taques ao Senado em 2010, quer que o senador José Medeiros seja condenado por litigância de má-fé.

Segundo Fiúza, Medeiros tem se utilizado de artifícios de caráter “nitidamente protelatórios” na ação que contesta a ata no Tribunal Regional Eleitoral.

O processo aponta uma suposta fraude pela qual o nome de Fiúza teria sido tirado da primeira suplência em benefício de Medeiros, que acabou se tornando senador após a eleição de Taques ao Governo em 2014.

Apesar do pedido de Fiúza, o juiz relator Ulisses Rabaneda entendeu que não existe litigância de má-fé e que Medeiros apenas exerce seu direito de recorrer contra decisões com as quais não concorda.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Julho de 2018
13.07.18 16h06 » Conduta vedada
13.07.18 11h01 » Ex-prefeita de Juara
12.07.18 16h02 » Presos na Bereré
11.07.18 17h02 » Esquema milionário
10.07.18 16h36 » Alvo da Rêmora
09.07.18 11h45 » Desvios no Detran
05.07.18 17h56 » Grampolândia
03.07.18 17h50 » “Sono dos justos”
03.07.18 16h57 » MPF e PF: omissão
02.07.18 17h03 » Crime ambiental



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet