Artigos
  • FRANCISCO BRITO JUNIOR
    Os partidos pequenos precisam traçar estratégias para continuar sua existência por meio de registro de candidatos com força eleitoral
  • ANTONIO SÉRGIO PITOMBO
    Este tipo de profissional do Direito engana a si mesmo e a seus clientes
  • JOSÉ RENATO CORDOVEZ
    MT e outros Estados erraram ao instituir tarifas sobre a base de cálculo da energia elétrica
  • LUIZ FLÁVIO GOMES
    Depois de uma devastadora recessão econômica e uma série de instabilidades políticas, vivemos uma ressaca dramática

Tamanho do texto A- A+
17.01.2018 | 10h18
Chico & Francisco
Veja cita Pedro Taques e Antônio Joaquim em delação de Silval Barbosa
DA REDAÇÃO
Taques e antonio joaquim

O governador Pedro Taques e Antônio Joaquim: citados em delação

A coluna Radar, da revista Veja, questionou o critério (ou a falta dele) do ministro Luiz Fux, do STF, que impediu a aposentadoria do conselheiro Antônio Joaquim, do TCE-MT.

A revista cita a delação de Silval Barbosa, que envolve o conselheiro, mas lembra que o ex-governador, que está em prisão domiciliar, também citou Taques. "Pau que bate em Chico não bate em Francisco", cita.

Confira:

Ministro do STF impede aposentadoria de ex-presidente do TCE-MT

Pau que bate em Chico não bate em Francisco

"O ex-presidente do Tribunal de Contas do Mato Grosso, Antônio Joaquim Moraes Rodrigues, foi impedido de se aposentar por uma decisão do ministro Luiz Fux, já que é investigado em decorrência da delação do ex-governador Silval Barbosa.

Até ai, a decisão é correta, já que o CNJ não prevê aposentadoria de magistrados no curso de um processo investigativo. O problema é que Silval também faz graves acusações contra o governador Pedro Taques e, no que diz respeito ao político, nada foi feito.

Em agosto do ano passado, Joaquim anunciou que se aposentadoria para concorrer a eleição justamente contra Taques. No mês seguinte, às vésperas de sua saída, Janot fez o pedido da cautelar ao ministro do STF.

Três dias depois, o pedido do ex-presidente do TCE foi protocolado, mas derrubado por Fux em 48 horas. Silval acabou preso sob a acusação de liderar esquema de recebimento de propina em troca de concessão de incentivos fiscais. De acordo com ele, Joaquim estava no meio do esquema — bem como Taques."


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Fevereiro de 2018
17.02.18 09h32 » Grampos S/A
17.02.18 09h31 » Delação de Dóia
15.02.18 09h56 » Suspeita no Fies
14.02.18 10h00 » Após as 17h
13.02.18 11h14 » Tensão no TJ
13.02.18 11h13 » Penduricalhos
10.02.18 09h59 » O lado mais fraco
10.02.18 09h26 » R$ 183 mil
10.02.18 09h24 » Nova operação
10.02.18 09h23 » VLT na Justiça



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet