Artigos
  • GONÇALO ANTUNES DE BARROS NETO
    O culto à decisão da maioria, a vontade geral capitaneada pelo legislador, foi substituída pela vontade constitucional

Tamanho do texto A- A+
14.11.2017 | 10h01
Sem propina
Ministro Luiz Fux manda arquivar denúncia contra Blairo Maggi
DA REDAÇÃO
luiz fux 2017

Ministro Luiz Fux: denúncia da PGR contra Maggi vai para o arquivo

Ministro do STF, Luiz Fux arquivou a denúncia do ex-procurador-geral da República (PGR), Rodrigo Janot, contra o ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), por suposta corrupção. BM foi citado em delação do ex-chefe da Casa Civil, Pedro Nadaf, como beneficiário de “Caixa 2”

Em 2010, segundo Nadaf, o suposto esquema teria beneficiado Maggi, então candidato ao Senado, assim como Silval Barbosa (sem partido), que disputaria a reeleição ao Palácio Paiaguás. O montante da propina, de R$ 5 milhões, teria sido repassado pelo frigorífico Marfrig.

Fux livrou o ministro, mas determinou que seu suplente, Cidinho Santos (PR), seja investigado. “Deveras, não se constata, primo ictu oculi, atribuição de prática criminosa ao ministro da Agricultura, Blairo Maggi, mas unicamente ao seu suplente e atual senador da República José Aparecido dos Santos (Cidinho)”, diz trecho da decisão de Fux.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Fevereiro de 2018
20.02.18 16h14 » R$ 804 mil
20.02.18 16h10 » Grampolândia
20.02.18 08h54 » Fator paletó
19.02.18 17h47 » Detran & propina
19.02.18 16h03 » Madrugou
19.02.18 16h02 » Só no Bereré
19.02.18 11h50 » Cerco fechado
19.02.18 11h47 » Operação Bereré
17.02.18 09h32 » Grampos S/A
17.02.18 09h31 » Delação de Dóia



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet