Artigos
  • GONÇALO ANTUNES DE BARROS NETO
    O culto à decisão da maioria, a vontade geral capitaneada pelo legislador, foi substituída pela vontade constitucional

Tamanho do texto A- A+
07.11.2017 | 10h50
Ex-vereador
Justiça de Mato Grosso não consegue penhorar bens
DA REDAÇÃO
João Emanuel

O ex-vereador João Emanuel: nenhum bem encontrado

A Justiça de Cuiabá, novamente, não conseguiu penhorar nenhum bem do ex-vereador João Emanuel para garantir o pagamento de R$ 470 mil imposto a ele, por improbidade administrativa.

Em julho, foi determinada a penhora das contas do político, que está preso há mais de um ano, mas todas estavam “zeradas”, assim como também não havia nenhum veículo em nome dele.

Nesta semana, um oficial de Justiça foi até o apartamento de João Emanuel, mas, segundo ele, “na oportunidade, não havia no local bens passíveis de penhora, apenas bens que guarnecem o imóvel”.

João Emanuel foi condenado por usar o cargo de presidente da Câmara de Cuiabá para obter vantagens pessoais e fraudar licitações.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Fevereiro de 2018
20.02.18 16h14 » R$ 804 mil
20.02.18 16h10 » Grampolândia
20.02.18 08h54 » Fator paletó
19.02.18 17h47 » Detran & propina
19.02.18 16h03 » Madrugou
19.02.18 16h02 » Só no Bereré
19.02.18 11h50 » Cerco fechado
19.02.18 11h47 » Operação Bereré
17.02.18 09h32 » Grampos S/A
17.02.18 09h31 » Delação de Dóia



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet