Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    Juridicamente é irrelevante o nome que se dá ao tributo, devendo ser definido o tributo através de seu fato gerador
  • RENATO GOMES NERY
    Não pode a Justiça afirmar que tal cor um dia é preta e no outro dia é branca; isto leva ao descrédito
  • VALBER MELO E FILIPE MAIA BROETO
    Ao implementar-se o método do discovery, eliminar-se-ão os "blefes", os "trunfos", as "jogadas desleais", bem como os eventuais "jogadores espertos"

Tamanho do texto A- A+
06.11.2017 | 10h56
Em julgamento
Caso Gilmar Fabris vai para o Tribunal Regional Federal da 1ª Região
DA REDAÇÃO
Ney Bello

O desembargador Ney Bello reforçou a decisão de Fux, mas a ALMT "soltou" Gilmar Mendes

Na edição desta segunda-feira (6), o jornal O Estado de S. Paulo informa que, na quarta-feira (8), o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) deve definir se a decisão do STF, de submeter ao Congresso medidas cautelares contra deputados e senadores, também vale para os deputados estaduais.

Os seis desembargadores do TRF vão decidir a polêmica questão.

O jornal lembra que o caso específico é o do deputado mato-grossense Gilmar Fabris (PSD). Ele foi preso pelo ministro Luiz Fux, do STF; o desembargador Ney Bello manteve a prisão, mas a Assembleia Legislativa mandou soltá-lo, após o STF se posicionar no caso que envolveu o senador Aécio Neves (PSDB-MG).


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Julho de 2018
13.07.18 16h06 » Conduta vedada
13.07.18 11h01 » Ex-prefeita de Juara
12.07.18 16h02 » Presos na Bereré
11.07.18 17h02 » Esquema milionário
10.07.18 16h36 » Alvo da Rêmora
09.07.18 11h45 » Desvios no Detran
05.07.18 17h56 » Grampolândia
03.07.18 17h50 » “Sono dos justos”
03.07.18 16h57 » MPF e PF: omissão
02.07.18 17h03 » Crime ambiental



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet