Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    O Judiciário dará solução imediata ao cidadão ou à pessoa jurídica, quando houver ameaça à violação de direito
  • EDUARDO MAHON
    Há nomes que merecem permanecer na memória da Cultura de Mato Grosso; já outros...

Tamanho do texto A- A+
27.10.2017 | 15h32
Sigilo indevido
Desembargador “puxa a orelha” doTribunal de Justiça de Mato Grosso
DA REDAÇÃO
Luiz Carlos da Costa

O desembargador Luiz Carlos da Costa, que exigiu transparência em julgamento

O desembargador Luiz Carlos da Costa deu um “puxão de orelha” na diretoria do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, durante sessão de julgamento que analisou o procedimento disciplinar contra o juiz Flávio Miraglia, na última quinta-feira (26).

Isso porque o julgamento parou de ser transmitido ao vivo, em razão do sigilo do procedimento -  ou seja, apenas quem estava no local poderia assistir.

Ao ser informado do corte da transmissão, Luiz Carlos reclamou que a medida fere o que determina o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

A vice-presidente do tribunal, desembargadora Marilsen Addario, concordou com a reclamação e citou uma resolução do CNJ, que determina que o julgamento de processos envolvendo juízes, ainda que sigilosos, devem ser feitos de forma pública, motivo pelo qual a transmissão foi restabelecida.

O que chama a atenção é que, nos últimos meses, o Tribunal de Justiça tem cortado as transmissões dos julgamentos de todos os processos envolvendo magistrados, não se sabe por ordem de quem. Resta saber se, de agora em diante, o TJ-MT passará a dar a devida publicidade aos processos ou continuará desrespeitando reiteradamente o que manda o CNJ. 


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Novembro de 2017
21.11.17 16h18 » Conselheiro
21.11.17 15h25 » R$ 2,3 milhões
21.11.17 10h30 » Efeito Lava Jato
16.11.17 11h49 » Juiz denunciou
14.11.17 10h01 » Sem propina
14.11.17 09h13 » Cúpula da PF
11.11.17 10h57 » Embate jurídico
10.11.17 11h13 » Prescreveu
09.11.17 17h44 » Fraude na Seduc
09.11.17 17h42 » Auxílio-moradia



Copyright 2012 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet