Artigos
  • XÊNIA ARTMANN GUERRA
    “Evoluímos” para a repulsiva situação de uma advogada ser presa e algemada dentro de um fórum no exercício da profissão
  • JEAN CARVALHO
    Atribuo, sob a minha ótica, a responsabilidade da dificuldade passada pelo Poder Judiciário ao próprio Judiciário
  • LUIZ HENRIQUE LIMA
    Até na cela de uma prisão, uma boa leitura liberta o pensamento e desacorrenta a alma

Tamanho do texto A- A+
24.10.2017 | 16h21
Condenado
"Alan é ganancioso e sem escrúpulos", diz Selma Arruda em decisão
DA REDAÇÃO
Alan Malouf 260916

O empresário Alan Malouf, que foi condenado a 11 anos de prisão

A decisão da juíza Selma Arruda, que condenou Alan Malouf a 11 anos de cadeia por fraudes na Secretaria de Estado de Educação, não poupou adjetivos para descrever o empresário.

Segundo a magistrada, Malouf  “não teve qualquer escrúpulo” em participar do esquema de desvios investigados na Operação Rêmora, praticando os crimes “por ganância”.

Em outro trecho da decisão, Selma reforçou seu entendimento ao escrever que Malouf é "extremamente ganancioso" e capaz de relativizar “seus escrúpulos, quando se trata de enriquecer".


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Julho de 2018
13.07.18 16h06 » Conduta vedada
13.07.18 11h01 » Ex-prefeita de Juara
12.07.18 16h02 » Presos na Bereré
11.07.18 17h02 » Esquema milionário
10.07.18 16h36 » Alvo da Rêmora
09.07.18 11h45 » Desvios no Detran
05.07.18 17h56 » Grampolândia
03.07.18 17h50 » “Sono dos justos”
03.07.18 16h57 » MPF e PF: omissão
02.07.18 17h03 » Crime ambiental



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet