Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    O Judiciário dará solução imediata ao cidadão ou à pessoa jurídica, quando houver ameaça à violação de direito
  • EDUARDO MAHON
    Há nomes que merecem permanecer na memória da Cultura de Mato Grosso; já outros...

Tamanho do texto A- A+
24.10.2017 | 16h21
Condenado
"Alan é ganancioso e sem escrúpulos", diz Selma Arruda em decisão
DA REDAÇÃO
Alan Malouf 260916

O empresário Alan Malouf, que foi condenado a 11 anos de prisão

A decisão da juíza Selma Arruda, que condenou Alan Malouf a 11 anos de cadeia por fraudes na Secretaria de Estado de Educação, não poupou adjetivos para descrever o empresário.

Segundo a magistrada, Malouf  “não teve qualquer escrúpulo” em participar do esquema de desvios investigados na Operação Rêmora, praticando os crimes “por ganância”.

Em outro trecho da decisão, Selma reforçou seu entendimento ao escrever que Malouf é "extremamente ganancioso" e capaz de relativizar “seus escrúpulos, quando se trata de enriquecer".


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Novembro de 2017
21.11.17 16h18 » Conselheiro
21.11.17 15h25 » R$ 2,3 milhões
21.11.17 10h30 » Efeito Lava Jato
16.11.17 11h49 » Juiz denunciou
14.11.17 10h01 » Sem propina
14.11.17 09h13 » Cúpula da PF
11.11.17 10h57 » Embate jurídico
10.11.17 11h13 » Prescreveu
09.11.17 17h44 » Fraude na Seduc
09.11.17 17h42 » Auxílio-moradia



Copyright 2012 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet