Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    Juridicamente é irrelevante o nome que se dá ao tributo, devendo ser definido o tributo através de seu fato gerador
  • RENATO GOMES NERY
    Não pode a Justiça afirmar que tal cor um dia é preta e no outro dia é branca; isto leva ao descrédito
  • VALBER MELO E FILIPE MAIA BROETO
    Ao implementar-se o método do discovery, eliminar-se-ão os "blefes", os "trunfos", as "jogadas desleais", bem como os eventuais "jogadores espertos"

Tamanho do texto A- A+
21.10.2017 | 11h39
Duodécimo
Tribunal de Justiça "cansa" de esperar e cobra o Paiaguás
DA REDAÇÃO
Rui Ramos Ribeiro

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Rui Ramos

O Judiciário é o primeiro Poder de Mato Grosso a se insurgir contra o Governo, no que diz respeito ao atraso no duodécimo.

Nesta semana, o presidente do TJ, desembargador Rui Ramos, deixou a passividade de lado e foi para o ataque.

Em ofício encaminhado ao governador Pedro Taques, ele pediu que o Executivo faça os repasses em atraso, que totalizariam cerca de R$ 28 milhões.

“O objetivo precípuo dessa exposição de motivos é, ao final, sensibilizar o Executivo Estadual a ver a necessidade de, urgentemente, restabelecer os direitos orçamentários e financeiros do Poder Judiciário, posto que, como dito, estamos chegando a uma situação de engessamento inaceitável no cumprimento de nosso papel social”, escreveu Rui Ramos.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Julho de 2018
13.07.18 16h06 » Conduta vedada
13.07.18 11h01 » Ex-prefeita de Juara
12.07.18 16h02 » Presos na Bereré
11.07.18 17h02 » Esquema milionário
10.07.18 16h36 » Alvo da Rêmora
09.07.18 11h45 » Desvios no Detran
05.07.18 17h56 » Grampolândia
03.07.18 17h50 » “Sono dos justos”
03.07.18 16h57 » MPF e PF: omissão
02.07.18 17h03 » Crime ambiental



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet