Artigos
  • GONÇALO ANTUNES DE BARROS NETO
    O culto à decisão da maioria, a vontade geral capitaneada pelo legislador, foi substituída pela vontade constitucional

Tamanho do texto A- A+
20.10.2017 | 16h36
Efeito Gérson
Advogados de réus querem cancelar operações
DA REDAÇÃO

Alair Ribeiro/Midia News

Gerson Correa

O cabo Gérson Corrêa, que acusou suposta ilegalidade em grampos

Advogados de réus em operações cujas decisões foram julgadas pela magistrada Selma Arruda, da Vara de Combate ao Crime Organizado, se animaram com as acusações do cabo PM Gérson Corrêa, um dos envolvidos no esquema de interceptações telefônicas ilegais em Mato Grosso.

O PM afirmou que Selma e o promotor de Justiça Marco Aurélio de Castro, então coordenador do Gaeco, criaram uma “estória cobertura” para justificar interceptações (leia AQUI).

Com base nisso, vários advogados já estudam medidas para pedir o cancelamento de decisões judiciais, e até de operações, alegando nulidade de provas.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Fevereiro de 2018
20.02.18 16h14 » R$ 804 mil
20.02.18 16h10 » Grampolândia
20.02.18 08h54 » Fator paletó
19.02.18 17h47 » Detran & propina
19.02.18 16h03 » Madrugou
19.02.18 16h02 » Só no Bereré
19.02.18 11h50 » Cerco fechado
19.02.18 11h47 » Operação Bereré
17.02.18 09h32 » Grampos S/A
17.02.18 09h31 » Delação de Dóia



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet