Artigos
  • XÊNIA ARTMANN GUERRA
    “Evoluímos” para a repulsiva situação de uma advogada ser presa e algemada dentro de um fórum no exercício da profissão
  • JEAN CARVALHO
    Atribuo, sob a minha ótica, a responsabilidade da dificuldade passada pelo Poder Judiciário ao próprio Judiciário
  • LUIZ HENRIQUE LIMA
    Até na cela de uma prisão, uma boa leitura liberta o pensamento e desacorrenta a alma

Tamanho do texto A- A+
20.10.2017 | 16h34
"Escravidão"
Mendes diz ter "trabalho exaustivo" no Supremo Tribunal Federal
DA REDAÇÃO

 

Nelson Jr/STF

Gilmar Mendes

Gilmar Mendes, que diz fazer "trabalho exaustivo" como ministro do STF e TSE

Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes voltou ao centro da polêmica, na quinta-feira (19), ao analisar a polêmica portaria do Governo Temer, que muda as regras para a fiscalização do trabalho escravo, dificultando as libertações de trabalhadores.

"Eu, por exemplo, acho que me submeto a um trabalho exaustivo, mas com prazer. Não acho que faço trabalho escravo. Corro do Supremo para o TSE", afirmou Gilmar, que disse não ter lido a portaria para fazer a "devida aferição" dos critérios adequados.

A declaração do ministro gerou revolta no meio jornalístico. O colunista Leonardo Sakamoto, do site UOL, afirma que Gilmar Mendes usa da galhofa para tratar de um assunto nada divertido. "Gilmar Mendes vem de Mato Grosso, um dos estados com maior incidência desse crime", observa o jornalista. (Leia AQUI)

O salário de ministro do STF e/ou do TSE é de R$ 33.763,00.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Julho de 2018
13.07.18 16h06 » Conduta vedada
13.07.18 11h01 » Ex-prefeita de Juara
12.07.18 16h02 » Presos na Bereré
11.07.18 17h02 » Esquema milionário
10.07.18 16h36 » Alvo da Rêmora
09.07.18 11h45 » Desvios no Detran
05.07.18 17h56 » Grampolândia
03.07.18 17h50 » “Sono dos justos”
03.07.18 16h57 » MPF e PF: omissão
02.07.18 17h03 » Crime ambiental



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet