Artigos
  • RITA DE CASSIA BUENO
    Vale ressaltar que a prisão não extingue o débito alimentar, não isentando o devedor de pagar os valores vencidos e vincendos

Tamanho do texto A- A+
27.09.2017 | 16h56
Investigada
Orlando Perri nega condução de ex-primeira-dama de Mato Grosso
DA REDAÇÃO
samira martins 2016

A advogada e ex-primeira-dama de MT, Samira Martins: investigada pela Polícia Civil

O desembargador Orlando Perri, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, indeferiu o pedido feito pela Polícia Civil, de busca e apreensão e de condução coercitiva, contra a advogada Samira Martins, ex-primeira-dama de Mato Grosso.

Na decisão, Perri não explicou o porquê do indeferimento, mas deixou claro que Samira, que foi casada com o governador Pedro Taques (PSDB), é uma das investigadas no inquérito que apura o esquema ilegal de grampos, que era operado pela Polícia Militar de Mato Grosso.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Julho de 2018
13.07.18 16h06 » Conduta vedada
13.07.18 11h01 » Ex-prefeita de Juara
12.07.18 16h02 » Presos na Bereré
11.07.18 17h02 » Esquema milionário
10.07.18 16h36 » Alvo da Rêmora
09.07.18 11h45 » Desvios no Detran
05.07.18 17h56 » Grampolândia
03.07.18 17h50 » “Sono dos justos”
03.07.18 16h57 » MPF e PF: omissão
02.07.18 17h03 » Crime ambiental



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet