Artigos
  • JOÃO PAULO OLIVEIRA
    No processo eleitoral atual há uma enorme preocupação com relação a informações falsas que são passadas no que tange a uma série de situações e candidatos

Tamanho do texto A- A+
14.09.2017 | 15h54
Decisão do STF
Ministro Luiz Fux nega pedido para afastar Emanuel Pinheiro
DA REDAÇÃO
Emanuel Pinheiro - 07.08.2017

Emanuel Pinheiro: pedido de afastamento negado pelo ministro Luiz Fux, do STF

Ministro do Supremo, Luiz Fux negou o pedido da Procuradoria-Geral de Justiça para que fosse decretado o afastamento do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), no contexto da Operação Malebolge (12ª fase da Operação Ararath), deflagrada na manhã desta quinta-feira (14) pela Polícia Federal.

Na decisão, o ministro determinou apenas o cumprimento de 64 mandados de busca e apreensão na Capital e em outras dez cidades de Mato Grosso, além do Distrito Federal e São Paulo. Uma equipe da PF fez buscas na residência e no gabinete do prefeito, no Palácio Alencastro.

A PGR pediu o afastamento de Emanuel Pinheiro com base em um vídeo em que ele aparece recebendo maços de dinheiro do ex-chefe de gabinete do ex-governador Silval Barbosa, Sìlvio Correa. Ele era deputado estadual receberia "mensalinho" (propina) para apoiar matérias do Governo que tramitavam na Assembleia Legislativa, entre 2010 e 2014, conforme Silval revelou em sua delação ao MPF.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Julho de 2018
13.07.18 16h06 » Conduta vedada
13.07.18 11h01 » Ex-prefeita de Juara
12.07.18 16h02 » Presos na Bereré
11.07.18 17h02 » Esquema milionário
10.07.18 16h36 » Alvo da Rêmora
09.07.18 11h45 » Desvios no Detran
05.07.18 17h56 » Grampolândia
03.07.18 17h50 » “Sono dos justos”
03.07.18 16h57 » MPF e PF: omissão
02.07.18 17h03 » Crime ambiental



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet