Artigos
  • LUIZ FLÁVIO GOMES
    O habeas corpus protocolado em favor do ex-presidente Lula começou juridicamente errado

Tamanho do texto A- A+
11.09.2017 | 17h52
R$ 7 milhões
Valdir Piran recusou o ex-governador Silval Barbosa como avalista
DA REDAÇÃO
silval barbosa carregando pasta

O ex-governador Silval Barbosa, que assinou acordo de delação premiada

O ex-governador Silval Barbosa (PMDB) deu a entender, em sua delação premiada, que teriam fundamentos as críticas de bastidores dando conta de que ele era mau pagador.

Em depoimento, ele relatou um caso em 2014, quando se dispôs a ser avalista de um empréstimo de R$ 7 milhões que o ex-deputado José Riva tentava tomar junto ao empresário Valdir Piran, do ramo de factoring.

“Que José Riva disse a Valdir Piran que o declarante [Silval] seria avalista da operação, tendo Piran respondido que não aceitaria o declarante como avalista. Que ante a recusa, José Riva ligou para Blairo Maggi”, relatou o ex-governador.

Segundo Sival, após muita insistência de Riva, Maggi aceitou assinar o aval.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Julho de 2018
13.07.18 16h06 » Conduta vedada
13.07.18 11h01 » Ex-prefeita de Juara
12.07.18 16h02 » Presos na Bereré
11.07.18 17h02 » Esquema milionário
10.07.18 16h36 » Alvo da Rêmora
09.07.18 11h45 » Desvios no Detran
05.07.18 17h56 » Grampolândia
03.07.18 17h50 » “Sono dos justos”
03.07.18 16h57 » MPF e PF: omissão
02.07.18 17h03 » Crime ambiental



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet