Artigos
  • JOAQUIM SPADONI
    Os salários que são pagos com nosso dinheiro devem ter critérios claros, pautados e limitados em Lei
  • RENATO NERY
    Apesar dos grande avanços, está-se liquidando o que ainda resta da nobre e festejada profissão

Tamanho do texto A- A+
12.07.2017 | 14h25
Perplexidade
Desembargador: juíza "esqueceu" de Marcel de Cursi
DA REDAÇÃO
Alberto Ferreira

O desembargador Alberto Ferreira, que criticou conduta de juíza

Ao determinar a soltura do ex-secretário de Estado de Fazenda, Marcel de Cursi, o desembargador Alberto Ferreira deu uma "bronca" na juíza Selma Arruda, da Vara Contra o Crime Organizado da Capital.

Segundo ele, a magistrada "esqueceu" de tratar Cursi com a mesma isonomia com a qual tratou os demais réus da Operação Sodoma, a exemplo do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), solto no mês passado após confessar os crimes.

Marcel de Cursi estava preso desde setembro de 2015, no Centro de Custódia da Capital

"Causando-nos, de resto, certa perplexidade o fato da juíza da causa, curiosamente, deslembrar-se de emprestar concretude ao princípio isonômico, com igual tratamento aos demais integrantes da agremiação criminosa, subordinados daqueloutro [Silval], suposto cabeça. Encimado nonsense!", disse Ferreira.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Agosto de 2017
19.08.17 10h53 » Polêmica
19.08.17 10h50 » Deu no "UOL"
18.08.17 14h24 » HC "familiar"
18.08.17 11h27 » Faespe na mira
18.08.17 09h30 » Na Justiça
18.08.17 09h26 » "Acusação grave"
17.08.17 11h06 » Após polêmica
16.08.17 16h08 » Holerite gordo
16.08.17 11h42 » Salário de juiz
15.08.17 16h47 » Continua preso



Copyright 2012 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet