Artigos
  • MAURO VIVEIROS
    O delator estará sempre em melhores condições morais que os delatados, que costumam negar crimes contra evidências
  • VICTOR MAIZMAN
    Expediente traz insegurança jurídica, uma vez que sua edição gera efeitos, mesmo sendo provisória

Tamanho do texto A- A+
14.06.2017 | 14h41
No Whats
Preço da liberdade de Silval causa revolta
DA REDAÇÃO

A decisão da juíza Selma Arruda, da Sétima Vara Criminal de Cuiabá, de conceder prisão domiciliar ao ex-governador Silval Barbosa em troca da devolução de R$ 46 milhões, entre outras medidas, não foi bem digerida por muita gente.

No grupo de WhatsApp do MidiaNews, muitos participantes – inclusive advogados estranharam a decisão.

“Se for só isso, o Silval se saiu melhor ainda que a JBS na sua delação premiadíssima”, escreveu um advogado, referindo-se ao acordo feito pelo empresário Joesley Batista com a Procuradoria Geral da República. “Essas vantagens via delações não fazem sentido. Não há parâmetros. É inconcebível um governador que roubou tanto, como é o caso de Silval, devolver apenas R$ 40 milhões”.

“Também achei o valor ínfimo”, afirmou um procurador, comparando os R$ 46 milhões com o tamanho do rombo provocado pelo grupo do ex-governador nos cofres de Mato Grosso.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Agosto de 2017
17.08.17 11h06 » Após polêmica
16.08.17 16h08 » Holerite gordo
16.08.17 11h42 » Salário de juiz
15.08.17 16h47 » Continua preso
15.08.17 11h11 » De volta ao Face
15.08.17 11h09 » Prisões “vazadas”
15.08.17 11h06 » Meio milhão
14.08.17 11h57 » Há quase 30 anos
14.08.17 11h54 » Operação Zelotes
11.08.17 17h21 » Deu no "Globo"



Copyright 2012 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet