Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    Se agente público pode agir de forma discricionária, Constituição censura atitudes incoerentes

Tamanho do texto A- A+
17.04.2017 | 16h35
“Braço” de Nadaf
Delação deve originar nova fase da Sodoma
DA REDAÇÃO

A colaboração premiada da ex-funcionária de Nadaf na Fecomércio, Karla Cintra, poderá desdobrar em uma nova fase da Operação Sodoma.

Nos bastidores, são fortes os comentários de que ela - considerada uma espécie de “braço-direito” de Nadaf durante muito tempo – conheceria de forma aprofundada outros esquemas e mais personagens envolvidos em negociações ilícitas, uma vez que acompanhava toda a “agenda” do ex-chefe.

A delação, homologada pela juíza Selma Arruda, já foi anexada aos autos de duas ações penais da Sodoma, envolvendo esquemas diferentes. Logo, supões que ela não deve ter falado pouco...


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Maio de 2017
24.05.17 14h29 » Big Brother
24.05.17 09h31 » "A" pergunta
24.05.17 09h27 » Efeito grampos
23.05.17 11h39 » Contra a Avianca
23.05.17 11h38 » Grampolândia
23.05.17 11h37 » Efeito JBS?
22.05.17 14h44 » Rêmora
22.05.17 14h43 » Leves e soltos
22.05.17 14h42 » Grampos
22.05.17 14h42 » Propina



Copyright 2012 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet