Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    Se agente público pode agir de forma discricionária, Constituição censura atitudes incoerentes

Tamanho do texto A- A+
17.04.2017 | 16h30
"Dariam as costas"
Riva diz que Pivetta o alertou sobre colega
DA REDAÇÃO

No depoimento em que acusa três dezenas de colegas e ex-colegas de Assembleia de receber “mensalinho” do Executivo, o ex-deputado José Riva se diz arrependido por não ter ouvido conselhos de um ex-colega da casa.

Segundo ele, quando estavam negociando valores dos repasses ilegais, o então deputado Otaviano Pivetta foi contra, mas Riva não o ouviu.

“[Hoje] eu ouço as palavras do Pivetta. Elas soam na minha cabeça quando ele dizia: 'Na hora que você tiver problema, esses caras vão te deixar sozinho’”, relatou.

“Lembro que o Pivetta tirou uma licença a partir daquele dia. Ficou muito chateado”, concluiu.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Maio de 2017
22.05.17 14h44 » Rêmora
22.05.17 14h43 » Leves e soltos
22.05.17 14h42 » Grampos
22.05.17 14h42 » Propina
22.05.17 14h41 » JBS e Propina
22.05.17 14h41 » “Arapongagem”
22.05.17 14h40 » Alvo do Gaeco
19.05.17 09h25 » Lista de grampos
19.05.17 09h25 » Em sigilo
19.05.17 09h22 » "Cartas Marcadas"



Copyright 2012 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet