Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    Se agente público pode agir de forma discricionária, Constituição censura atitudes incoerentes

Tamanho do texto A- A+
04.04.2017 | 17h35
“Autonomia”
TJ mantém data de pagamento da folha
DA REDAÇÃO
Rui Ramos

Presidente do TJ, Rui Ramos: "Temos autonomia"

O presidente do Tribunal de Justiça (TJ-MT), desembargador Rui Ramos afirmou que, ao menos por ora, não há qualquer previsão de mudança da data de pagamento dos servidores, que recebem no último dia útil do mês.

Desde novembro passado, o Executivo alterou a data do pagamento do funcionalismo público, que passou a receber no dia 10 do mês subsequente ao trabalhado.

Nos bastidores, há informações de que outros Poderes estariam avaliando a possibilidade de adotar a mesma prática.

“Tem que fazer igual Executivo? Não, nós temos autonomia e trabalhamos nesse sentido, no sentido de provocar o menor sobressalto possível. Os servidores do Judiciário também tem prestação, tem contas pra pagar, deve cartão de crédito, deve banco. Nossa luta é tentar manter o menor prejuízo possível aos servidores do Judiciário”, disse o presidente.

Qualquer mudança, segundo ele, caso venha a ser feita, terá a devida programação.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Maio de 2017
22.05.17 14h44 » Rêmora
22.05.17 14h43 » Leves e soltos
22.05.17 14h42 » Grampos
22.05.17 14h42 » Propina
22.05.17 14h41 » JBS e Propina
22.05.17 14h41 » “Arapongagem”
22.05.17 14h40 » Alvo do Gaeco
19.05.17 09h25 » Lista de grampos
19.05.17 09h25 » Em sigilo
19.05.17 09h22 » "Cartas Marcadas"



Copyright 2012 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet