Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    Se agente público pode agir de forma discricionária, Constituição censura atitudes incoerentes

Tamanho do texto A- A+
22.03.2017 | 17h05
Insistência
Perri nega novo pedido de soltura a empresário
DA REDAÇÃO
Walter Magalhães

O empresário Walter Magalhães, que continua preso

O desembargador Orlando Perri, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT), negou mais um pedido de soltura do empresário Walter Dias Magalhães Júnior, acusado de liderar o esquema de estelionato investigado na Operação Castelo de Areia

Foi o terceiro pedido de liberdade negado em pouco mais de uma semana. 

Walter Dias chegou a conseguir a liberdade no TJ-MT, mediante fiança, mas a juíza Selma Arruda barrou a soltura por suspeitar de fraude no imóvel apresentado como garantia da fiança. 

Perri confirmou por duas vezes a decisão de Selma e, novamente, manteve o empresário na cadeia.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Maio de 2017
24.05.17 14h29 » Big Brother
24.05.17 09h31 » "A" pergunta
24.05.17 09h27 » Efeito grampos
23.05.17 11h39 » Contra a Avianca
23.05.17 11h38 » Grampolândia
23.05.17 11h37 » Efeito JBS?
22.05.17 14h44 » Rêmora
22.05.17 14h43 » Leves e soltos
22.05.17 14h42 » Grampos
22.05.17 14h42 » Propina



Copyright 2012 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet