Artigos
  • NALIAN CINTRA
    A mediação é uma ferramenta de extrema relevância para a estabilidade no mundo empresarial
  • HÉLCIO CORRÊA
    Tanta tirania e distorção como falsa defesa da ordem jurídica. Aqui toda autocracia judicial tem custo alto e perigoso à democracia
  • VICTOR MAIZMAN
    É preciso que o empreendedor tenha conhecimento dos seus direitos assegurados não apenas na legislação, como na própria Constituição Federal
STF / LAVA JATO

Tamanho do texto A- A+
13.04.2017 | 08h24
Ministro libera vídeos com delações da Odebrecht
Fachin determinou a abertura de inquérito contra oito ministros, 24 senadores e 39 deputados
Reprodução
O empresário Marcelo Odebrecht, que fez delação premiada
DA FOLHA ONLINE

O relator da Operação Lava Jato no STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Edson Fachin, levantou nesta quarta-feira (12) o sigilo sobre os vídeos dos depoimentos dos 77 delatores da empreiteira Odebrecht.

Fachin determinou em 4 de abril a abertura de inquérito contra oito ministros do governo Michel Temer (PMDB), 24 senadores e 39 deputados federais. Serão abertas 76 investigações pedidas pela Procuradoria-Geral da República após as delações da Odebrecht.

Entre os citados estão os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB). Dois dos principais aliados de Temer, Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral), também estão na lista, que abrange ainda os senadores Romero Jucá e Renan Calheiros, do PMDB, e Aécio Neves (PSDB).

No total a relação tem 98 nomes e inclui três governadores e um ministro do Tribunal de Contas da União.

Algumas suspeitas da Procuradoria são corrupção, falsidade ideológica, lavagem de dinheiro, fraude e cartel. Fachin remeteu 201 outros casos a tribunais de instâncias inferiores envolvendo citados sem foro no Supremo -entre os mencionados estão os ex-presidentes Lula, Dilma Rousseff e Fernando Henrique Cardoso.

 


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Outubro de 2017
20.10.17 15h40 » Proibir gays de doar sangue é preconceito, afirma Fachin em voto
19.10.17 14h59 » Gilmar diz que faz trabalho 'exaustivo', mas não considera que seja 'escravo'
19.10.17 09h04 » "Ganham as instituições", comenta Marco Aurélio
19.10.17 08h49 » Nadaf diz que ex-Metamat entregou R$ 3,9 milhões no Paiaguás
19.10.17 08h21 » Ministro do STF nega liberdade a ex-secretário acusado de grampo
18.10.17 16h59 » Desfecho do caso Aécio foi "absolutamente normal", afirma Gilmar Mendes
17.10.17 15h48 » Renosa deu R$ 100 mil para ajudar a pagar dívidas de Silval
17.10.17 14h01 » STF determina que votação sobre Aécio Neves será aberta
16.10.17 17h47 » Defesa: Perri confiou “cegamente” em “ouvir dizer” de criminoso
16.10.17 17h35 » Bosaipo nega venda de vaga no TCE e diz que vai acionar Nadaf



Copyright 2012 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet