Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    O Judiciário dará solução imediata ao cidadão ou à pessoa jurídica, quando houver ameaça à violação de direito
  • EDUARDO MAHON
    Há nomes que merecem permanecer na memória da Cultura de Mato Grosso; já outros...
STF / STF

Tamanho do texto A- A+
03.03.2017 | 18h27
Fachin nega novo pedido de liberdade de Eduardo Cunha
Ex-deputado está preso preventivamente desde outubro de 2016.
J.Batista/Câmara
DO MIGALHAS

O ministro Edson Fachin julgou prejudicado nesta quinta-feira, 2, agravo regimental em HC interposto pela defesa do ex-deputado Eduardo Cunha, que está preso preventivamente desde outubro de 2016.

Os advogados de Cunha questionavam uma decisão do ministro Félix Fischer, do STJ, que indeferiu pedido de liminar em HC (379.915) para libertar Cunha.

Em dezembro do ano passado, o ministro Teori Zavascki (falecido) já havia negado seguimento ao HC impetrado contra a decisão de Fischer. Teori ressaltou, à época, que, "de acordo com a Súmula 691 do STF, não compete ao Supremo Tribunal Federal conhecer de habeas corpus impetrado contra decisão do relator que, em habeas corpus requerido a tribunal superior, indefere a liminar, sob pena de indevida supressão de instância".

Ao analisar o agravo, o ministro Fachin lembrou que o próprio STJ declarou prejudicado o HC, após o TRF da 4ª região manter, no mérito, a prisão preventiva.

Prisão

Em fevereiro, o plenário do STF negou recurso em reclamação do ex-presidente da Câmara para que sua prisão preventiva fosse revogada. 

Por maioria, a Corte decidiu que o recurso é inapto a revogar a prisão, uma vez que a reclamação para requerer a liberdade não foi o instrumento jurídico adequado.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Novembro de 2017
16.11.17 11h38 » "É preciso corrigir os abusos", diz Gilmar Mendes sobre delações premiadas
15.11.17 08h25 » Fux determina que STJ investigue conselheiros e desmembra processos
15.11.17 08h01 » Deputado é investigado por gastos com "posto da propina" em MT
13.11.17 14h54 » STF retoma no dia 23 julgamento que pode limitar foro privilegiado
13.11.17 14h35 » Ministro arquiva procedimento sobre suposto “caixa 2” de Taques
13.11.17 14h22 » Nadaf diz que trouxe dados “mais valiosos” que Silval em ação
11.11.17 10h21 » Supremo julgará se teste físico de concurso pode ser adiado
09.11.17 16h41 » STF suspende julgamento sobre regras de terras quilombolas
09.11.17 16h23 » Ministro não vê calúnia e rejeita queixa de Juarez contra Leitão
08.11.17 16h01 » "Prender empresário corrupto é coisa de Estado de Direito", defende Barroso



Copyright 2012 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet