Artigos
T. Superiores / CONDENADO A 8 ANOS

Tamanho do texto A- A+
05.05.2018 | 09h28
STJ manda prender Cachoeira por fraudes na Loteria do RJ
Bicheiro está em prisão domiciliar em razão de outras acusações contra ele
Ailton de Freitas/Agência O Globo
O bicheiro Carlos Augusto de Almeida Ramos, conhecido como Carlinhos Cachoeira
MARIANA OLIVEIRA
DA TV GLOBO

O ministro Nefi Cordeiro, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinou nesta sexta-feira (4) a prisão do bicheiro Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira, por fraudes na Loteria do Estado do Rio de Janeiro (Loterj). Cachoeira está atualmente em prisão domiciliar em razão de acusações em outros processos.

Nefi Cordeiro atendeu a um pedido do Ministério Público considerando o entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) que autorizou a execução provisória da pena para condenações a partir de segunda instância.

"[Determino] o imediato recolhimento à prisão, delegando-se ao Tribunal local a execução dos atos, a quem caberá a expedição de mandado de prisão e guia de recolhimento provisório", escreveu.

Na mesma decisão, o ministro rejeitou, contudo, um outro pedido do Ministério Público, para execução da pena de Waldomiro Diniz, ex-assessor do Palácio do Planalto, por entender que ainda há recurso pendente de análise na Justiça.

Entenda o caso

Em 2012, Cachoeira e Waldomiro foram condenados a 8 e a 12 anos de prisão, respectivamente, pela 29ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, por corrupção e fraude em uma licitação da Loterj.

Segundo a denúncia do Ministério Público do Rio, Waldomiro Diniz pediu R$ 1,7 milhão ao empresário como propina - o dinheiro também teria sido usado para abastecer campanha eleitoral de políticos.

Em troca, acrescenta o MP, Cachoeira obteve a alteração de um edital de licitação para se favorecer.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Novembro de 2018
12.11.18 17h18 » STJ também solta executivo de MT que teria recebido propina
12.11.18 08h10 » STJ mandar soltar deputado eleito de MT acusado de esquema
05.11.18 11h04 » TSE absolve Garotinho de condenação por propaganda eleitoral antecipada
01.11.18 10h10 » Condenação de Fabris é extinta; composição da AL deve mudar
Outubro de 2018
31.10.18 14h59 » Ministro desmembra ação e STJ investigará apenas Taques
30.10.18 16h06 » TSE nega recurso de Taques para cassar candidatura de Pivetta
26.10.18 10h48 » TSE nega pedido do PSOL para barrar 2ª suplente de Selma
26.10.18 10h33 » Empresário recorre ao TSE para assumir mandato por 2 meses
19.10.18 09h52 » PT pede ao TSE para declarar Jair Bolsonaro inelegível por oito anos
18.10.18 15h24 » Ministros do STJ desistem de viagem que seria bancada por empresários



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet