Artigos
  • LUIZ HENRIQUE LIMA
    Ainda não decidi em QUEM vou votar nas próximas eleições, mas em QUE vou votar
T. Superiores / GRAMPOS

Tamanho do texto A- A+
17.08.2017 | 10h48
Ministro do STJ nega devolução de celular a ex-chefe da Casa Civil
Reynaldo da Fonseca expediu telegrama ao presidente do Tribunal de Justiça comunicando decisão
MidiaNews
O ex-secretário Paulo Taques, que teve celular apreendido no dia de sua prisão
CAMILA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

O ministro Reynaldo Soares da Fonseca, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), indeferiu mandado de segurança impetrado pelo ex-secretário-chefe da Casa Civil, Paulo Taques, por meio do qual ele tentava reaver a posse de seu aparelho celular.

A decisão foi proferida na noite da última quarta-feira (16).

O celular do ex-secretário foi apreendido no último dia 4, quando ele foi preso acusado de participação em um esquema de grampos ilegais operado em Mato Grosso.

A ação foi protocolada na terça (15) e distribuída por dependência ao ministro Reynaldo da Fonseca, que foi responsável por conceder liberdade ao ex-secretário.

Para a defesa de Paulo Taques, a apreensão configurou-se em um "ato arbitrário", já que o delegado responsável pela prisão não possuía um pedido de apreensão do celular.

Na decisão em que indeferiu o pedido, o ministro Reynaldo da Fonseca citou os artigos 5º e 10º da Lei 12.016/2009, que apontam, entre outros pontos, que não se deve conceder mandado de segurança em caso de decisão judicial contra a qual caiba recurso com efeito suspensivo.

O ministro citou ainda o artigo 212 do Regimento Interno do STJ que prevê o indeferimento do pedido quando faltarem os requisitos legais ou ainda quando decorrido o prazo legal para impetração da ação.

A decisão na íntegra, contudo, ainda não foi disponibilizada.

Pelo acompanhamento processual é possível observar que o ministro Reynaldo da Fonseca expediu telegrama judicial ao presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargador Rui Ramos, comunicando o teor da decisão.

Leia mais sobre o assunto:

Ex-secretário entra com pedido para reaver celular apreendido

STJ rejeita os 3 argumentos usados pelo TJ para prisão de Paulo

Ministro do STJ concede liberdade ao ex-secretário Paulo Taques


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Julho de 2018
11.07.18 15h21 » Presidente do STJ nega mais 143 pedidos de liberdade a Lula
10.07.18 16h10 » Presidente do STJ nega liberdade a Lula e critica desembargador
06.07.18 12h20 » Nome não pode ser alterado só por vontade da pessoa, decide STJ
03.07.18 17h16 » Jornalista de MT terá que entregar domínio de site à Amaggi
Junho de 2018
28.06.18 15h32 » TSE faz pacto de combate a notícias falsas com Google e Facebook
28.06.18 14h03 » Ministra do STJ nega reconsiderar e mantém empresário na cadeia
25.06.18 11h38 » Ministra cita “ameaça” e “extorsão” ao negar soltura a empresário
22.06.18 14h20 » TST decide contra a Petrobras em causa trabalhista bilionária
21.06.18 14h35 » Eleição pode ser anulada em caso de 'fake news em massa', diz Fux
21.06.18 11h36 » STJ nega soltar empresário suspeito de atrapalhar investigação



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet