Artigos
  • LUIZ HENRIQUE LIMA
    Órgão é essencial para a democracia e melhor desempenho da administração pública
  • LUIZ GONÇALO DA SILVA
    Só agora se vê a efetiva possibilidade de uma compensação financeira
  • RENATO GOMES NERY
    Temos um presidente cercado de militares que namora com o autoritarismo
J. Eleitoral / ELEIÇÕES 2018

Tamanho do texto A- A+
02.04.2018 | 16h57
Título de eleitor de transgêneros terá só o nome social, diz Fux
Caso a pessoa queira se candidatar, terá até 15 de agosto para pedir mudança
Humberto/SCO/STF
Luiz Fux: presidente do Tribunal Superior Eleitoral
RENAN RAMALHO
DO G1

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou nesta segunda-feira (2) que o título eleitoral de uma pessoa transgênero trará apenas o nome social com o qual se identifica, e não terá o nome original que consta em seu registro civil.

Inicialmente, a resolução da Corte que permitiu a participação de pessoas trans nas cotas de gênero nas candidaturas dizia que o título eleitoral também informaria o nome original. Nesta segunda, porém, o presidente do TSE, Luiz Fux, anunciou que isso não vai acontecer.

“O que constará [no título eleitoral] é o nome social de quem promover a alteração. Se você expuser o nome civil no título, nosso objetivo de o exercício da cidadania se realizar em preconceito se perde”, explicou o ministro.

A pessoa que quiser emitir um título eleitoral com o nome diferente do que consta em sua carteira de identidade deverá ir a um cartório eleitoral da cidade onde vota entre 3 de abril e 9 de maio para promover a alteração.

Não será preciso apresentar um documento oficial com o nome desejado nem provar, por exemplo, ter feito cirurgia de mudança de sexo – bastará a autodeclaração para emitir o novo título com o nome social.

Se a pessoa quiser se candidatar nas eleições deste ano, também poderá usar o nome social na urna eletrônica, para que apareça ao eleitor do modo como se identifica socialmente.

Neste caso, a pessoa terá até o dia 15 de agosto para pedir essa mudança dentro de seu pedido de registro de candidatura – trata-se do mesmo prazo para qualquer pessoa pedir o registro de candidatura na Justiça Eleitoral.

Internamente, a Justiça Eleitoral manterá em seus registros todas as mudanças feitas, seja no gênero ou no nome do eleitor, para fins de conferência em caso de necessidade.

Em entrevista à imprensa no TSE, o vice-procurador-geral eleitoral Humberto Jacques de Medeiros disse que o risco de fraudes – com pessoas alterando o título para cometer ilegalidades com o novo documento – não pode levar a Justiça Eleitoral a negar o direito das pessoas trans de se identificarem do modo como se reconhecem.

 

“A possibilidade de fraudes não é motivo para cassar direitos fundamentais e a biometria previne a maior parte das fraudes que você pode cometer”, disse Medeiros.

Ele também afirmou que o Ministério Público vai fiscalizar partidos que, intencionalmente, usarem artifícios para preencherem a cota de 30% de candidaturas de determinado gênero para cadeiras no Legislativo.

É comum que as legendas registrem muita candidatas mulheres sem qualquer apoio de campanha para somente cumprir o requisito. Nesse caso, disse Medeiros, o órgão poderá contestar o conjunto de todas as candidaturas desse partido para o cargo que disputam no Legislativo.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Janeiro de 2019
18.01.19 16h30 » Desembargador dá 5 dias para bancos enviarem dados de senadora
10.01.19 16h30 » Procurador suspeita de caixa 2 e pede quebra de sigilo bancário
07.01.19 14h52 » TRE cancela 179,5 mil títulos de eleitor; saiba como regularizar
07.01.19 14h00 » TRE manda MDB e PT pagarem dívida de coligação
Dezembro de 2018
17.12.18 17h56 » Juíza vota pela reprovação das contas; votação é interrompida
14.12.18 16h05 » Por unanimidade, TRE aprova contas de campanha de Jaime
14.12.18 15h56 » Selma diz que tentaram extorqui-la para que fosse absolvida
14.12.18 10h33 » TRE aciona PF e MPF para apurar denúncia de extorsão à Selma
13.12.18 17h10 » TRE aprova contas de Mendes, mas pede devolução de R$ 100 mil
13.12.18 15h28 » TRE reprova contas de Geller; MPF vai avaliar se houve crimes



Copyright © 2019 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet