Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    Quem exige tributo deve apontar o seu exato valor, com critérios objetivos
  • GISELE NASCIMENTO
    É assustador o tanto de mulheres que têm sido assassinadas em Mato Grosso nos últimos tempos
  • LUIZ FLÁVIO GOMES
    Não agir com igualdade perante todos significa um torpedo contra a própria noção de justiça
J. Eleitoral / TRE-MT

Tamanho do texto A- A+
13.12.2016 | 16h56
Pleno se despede do juiz Flávio Alexandre Bertin
Oriundo do quinto constitucional, o juiz atuou como membro no biênio 2014/2016
Reprodução
A presidente do TRE-MT disse que a despedida é um momento de bastante emoção
DA ASSESSORIA

O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso se despediu nesta segunda-feira (12/12) do advogado Flávio Alexandre Martins Bertin - que oriundo do quinto constitucional, atuou como juiz membro no biênio 2014/2016.

Flávio também presidiu o Comitê Estratégico de Gestão Judiciária (CEJUD) do Tribunal desde o dia 22 de março deste ano.

Ao fazer uso da palavra, a presidente do TRE-MT, desembargadora Maria Helena Póvoas disse que a despedida é um momento de bastante emoção e agradeceu ao Dr. Flávio pela colaboração dada a Justiça Eleitoral e pela gentileza com que sempre tratou a todos.

"Quero deixar a Vossa Excelência Dr. Flávio, os meus sinceros agradecimentos em razão da Vossa participação no Comitê Estratégico de Gestão Judiciária, onde se destacou pela atuação e deixou marcas. Tenha certeza que sentiremos muita saudade".

Um diploma – pela destacada atuação na Justiça Eleitoral foi, em nome da Corte, entregue pela desembargadora ao juiz membro, que agradeceu a todos pelo carinho.

"Quero deixar uma ressalva ao comprometimento, ao profissionalismo e a competência da Justiça Eleitoral que é algo invejável. Também quero deixar aqui meu agradecimento a todos os funcionários, em particular ao pessoal que trabalha no suporte ao Pleno e a minha equipe do gabinete, com quem lidei diretamente. A todos, muito obrigado! Também quero parabenizar os servidores que compõem o CEJUD, os quais formam um grupo coeso, que buscou ao longo dos trabalhos cumprir as metas do Conselho Nacional de Justiça, as quais não são fáceis. Nas reuniões do Comitê, os servidores sempre estiveram prontos para traçar a melhor meta para este Tribunal. É o resultado disso é o Selo que conseguimos alcançar com o CNJ, hoje, de bronze, mas temos sim, condições de buscar o de ouro e quiçá, o de diamante, que irá dar ainda mais visibilidade ao Tribunal, que já é reconhecido a nível nacional. Por fim, não posso deixar de agradecer a desembargadora Maria Helena pela maneira carinhosa, amiga, fraterna e compreensiva, dispensada a minha pessoa. Todas as vezes que fui até ela, em busca de um conselho, para tirar uma dúvida ou para expor uma necessidade, as portas sempre estavam abertas", ressaltou.

Responsável pelo discurso oficial, o juiz membro Marcos Faleiros da Silva disse esperar que todos que ainda irão ingressar no Tribunal, como juiz membro, sigam o exemplo do Dr. Flávio que em sua atuação sustentou os alicerces do Tribunal, com as colunas da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência, princípios básicos descritos no artigo 37 da Constituição da República.

"Deveria eu dizer das intermináveis 215 sessões plenárias que participou e dos 300 votos e decisões que Vossa Excelência emprestou seu saber jurídico e sua notável experiência a este Tribunal, ainda gerindo metas do CNJ e com participação ativa nos ciclos de palestras e orientações eleitorais. Mereceria ainda, descrever minuciosamente o invejável e longo currículo que Vossa Excelência acumulou ao longo dos anos, que o credenciou a estar conosco nesta respeitável Corte. Mas não. Digo eu. Dos dois anos que Vossa Excelência aqui conviveu, à proporção que o tempo foi decorrendo, as Vossas relações com os servidores, com os demais membros, com o Ministério Público e conosco, cada vez mais se tornaram próximas, identificando-nos pelos sentimentos e propósitos de justiça, de tal modo que, em verdade, podemos dizer a Sua Excelência, Dr. Flávio, que em cada um de nós existe um amigo e admirador.  Somos testemunhas, com os requisitos do Código de Processo Penal, que durante esses anos de suas atividades nesse Tribunal, do seu empenho em servir à verdade, de sua inteligência, de sua dedicação, da sua coragem ao tomar atitudes, da sua indefectível paixão de servir às nobres causas do Direito, em que, muitas vezes, pela sua peculiaridade de temperamento e fineza trazida de berço, talvez do DNA, nunca se exaltou em suas manifestações, mantendo uma educação impecável, no entanto, ao mesmo tempo mantendo firme em seus entendimentos e não cedendo às pressões nos diversos confrontos que a vida judiciária nos proporciona".


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Abril de 2018
02.04.18 16h57 » Título de eleitor de transgêneros terá só o nome social, diz Fux
Março de 2018
28.03.18 10h12 » Inquérito investigará WS por crítica a médico primo de Emanuel
13.03.18 10h35 » Juíza reprova contas e manda Julier devolver R$ 101,4 mil
10.03.18 14h00 » “PRE detectou que cassação tinha fundamento inexistente”
08.03.18 16h19 » TSE revoga mudança polêmica em resolução sobre pesquisas eleitorais
06.03.18 17h23 » Juíza nega recurso e mantém reprovadas as contas de Wilson
06.03.18 15h38 » TRE nega pedido de Medeiros e mantém perícia de assinaturas
Fevereiro de 2018
06.02.18 13h35 » Juíza reprova contas da campanha de Wilson e pede investigação
Janeiro de 2018
13.01.18 09h52 » TSE recebe representação do PT contra Globo, Fausto Silva e Luciano Huck
Dezembro de 2017
18.12.17 16h29 » TSE vai definir limites para candidato financiar a própria campanha



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet