Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    É recorrente a insatisfação e inconformismo da sociedade quanto à elevada carga tributária
  • RENATO NERY
    A imprensa diariamente notícia novos casos de apropriação do espólio da viúva
J. Eleitoral / POSSÍVEL CRIME

Tamanho do texto A- A+
04.10.2016 | 11h17
Justiça investiga vereador que usou imagem de Jajah Neves
Material foi distribuído no colégio eleitoral no dia da eleição, o que configura crime eleitoral
MidiaNews
Justiça Eleitoral investiga vereador que usou imagem de Jajah Neves ao invés da própria foto em “santinhos”
LÁZARO THOR BORGES
DO OLHAR JURÍDICO

A justiça eleitoral apura deste o último domingo (02), por meio de investigação em trâmite na 58ª Zona Eleitoral de Várzea Grande, a distribuição de “santinhos” do candidato a vereador Ademar Jajah (PSDB) que utilizou em seu material de campanha a foto do apresentador de televisão Jajah Neves.

De acordo com o promotor eleitoral José Ricardo Costa Mattoso, a fiscalização do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) recolheu panfletos do candidato na Escola Estadual Fernando Leite, na avenida Alzira Santana em Várzea Grande.

O material, segundo o promotor, foi distribuído no colégio eleitoral nos dia da eleição, o que configura crime eleitoral. Nas imagens de santinhos recolhidas pela população e pela Justiça Eleitoral a foto do candidato é substituída pela do apresentador Jajah Neves (PDT).

Em relação a utilização da foto do apresentador Jajah Neves no local onde naturalmente estaria a foto do verdadeiro candidato, o promotor não soube informou se a atitude representa crime eleitoral ou não e lembrou que a apuração do caso também vai lidar com a questão da “montagem” da foto do vereador.

Ademar Jajah foi eleito no último domingo (02) com 2.436 votos. O número equivale a 1,89 % dos votos apurados. O novo vereador é irmão do apresentador de televisão Jajah Neves. Além de apresentar um programa televisivo, Jajah Neves também é suplente do deputado estadual afastado Wilson Santos (PSDB).


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Junho de 2018
19.06.18 11h17 » Por 4 a 3, TRE-MT anula cassação de prefeita de Várzea Grande
11.06.18 15h48 » Três votam por manter e dois por revogar cassação de Lucimar
05.06.18 14h21 » Dois votam por anular cassação de Lucimar; julgamento é adiado
Maio de 2018
29.05.18 16h22 » "Sentença contra Lucimar é ilegal, injusta e ilegítima", diz defesa
Abril de 2018
23.04.18 16h50 » Juíza nega ação que acusava Bolsonaro de propaganda irregular
21.04.18 11h10 » Juiz arquiva investigação de suposta fraude na criação do PSD
02.04.18 16h57 » Título de eleitor de transgêneros terá só o nome social, diz Fux
Março de 2018
28.03.18 10h12 » Inquérito investigará WS por crítica a médico primo de Emanuel
13.03.18 10h35 » Juíza reprova contas e manda Julier devolver R$ 101,4 mil
10.03.18 14h00 » “PRE detectou que cassação tinha fundamento inexistente”



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet