Artigos
  • GILMAR MENDES
    Esse procedimento acaba sendo o meio para coibir interpretações equivocadas e mesmo abusos na prisão
  • ELVIS KLAUK JR
    Antes de fechar negócio é muito importante verificar se o imóvel está com os respectivos documentos em ordem
  • PAULO LEMOS
    Na política, há um quadro crônico e agudo de delírios, alucinações, desejos, impulsos e compulsões
J. Federal / BATIDA NA SEMA

Tamanho do texto A- A+
05.12.2017 | 11h55
PF cumpre mandado contra servidor e apreende computador
Ação visa um ex-funcionário público que teria praticado irregularidades quando estava no Ibama
Alair Ribeiro/MidiaNews
Polícia Federal apreendeu computador de ex-superintendente de Gestão Florestal
DA REDAÇÃO

A Polícia Federal cumpriu, na manhã desta terça-feira (5), um mandado de busca e apreensão na sede da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), no Centro Político Administrativo (CPA), em Cuiabá.  

Em nota, assessoria de imprensa do órgão informou que foi apreendido o computador utilizado pelo ex-superintendente de Gestão Florestal, Marcus Keynes Santos Lima. 

De acordo com a nota, a ação visa a contribuir com as investigações referentes a um ato supostametne ilícit,o que teria sido cometido por ele no ano de 2014, quando era superintendente regional do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) de Mato Grosso.

Há indícios de prática de advocacia administrativa, em razão da devolução indevida de cinco caminhões e cinco reboques apreendidos pela fiscalização do Ibama, durante a Operação Onda Verde.

A operação combateu a extração ilegal de madeira na terra indígena apiaka-kaiabi, localizada entre os municípios de Apiacás (803 km ao Norte de Cuiabá) e Jacareacanga (PA).

Na nota, o assessoria observa que não há qualquer denúncia de crimes praticados pelo suspeito referente a este período, enquanto servidor da Sema, mas a secretaria já se colocou à disposição da PF para prestar esclarecimentos e colaborar com a investigação.

Além disso, o secretário da pasta e vice-governador, Carlos Fávaro, e o secretário executivo, André Baby, determinaram uma ordem de serviço para que seja feita auditoria de todos os atos praticados por Marcus Keynes nos oito meses em que atuou como superintendente da secretaria.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Janeiro de 2018
18.01.18 11h55 » Após pedido, Moro determina a transferência de Sérgio Cabral
15.01.18 11h01 » Juiz cita ações e diz temer que toda operação seja anulada
10.01.18 09h16 » TRF-2 mantém suspensa posse da deputada Cristiane Brasil
04.01.18 16h21 » Justiça decreta prisão preventiva de ex-governador do AM e ex-primeira-dama
02.01.18 14h49 » Suspensa liminar que permitia ao RN pagar salários com verba da saúde
Dezembro de 2017
28.12.17 17h07 » Juiz estipula R$ 80 mil de fiança e Arcanjo fica perto da liberdade
15.12.17 08h02 » PF deflagra mais uma fase da Ararath; Savi e Riva são alvos
14.12.17 16h00 » Justiça determina intervenção para evitar novos desabamentos
13.12.17 15h34 » “Se eu delatar, não colocarei carga no ombro de quem não deve”
13.12.17 10h23 » PF cumpre mandados de busca e apreensão em endereços de Riva



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet