Artigos
  • RICARDO BERTOLINI
    A corrupção é doença que retira do cidadão a possibilidade de ter algum acesso aos serviços públicos
  • ALEX VIEIRA
    Devemos ter Cautela com os conhecimentos transmitidos vulgarmente, pois muitas vezes estão contaminados por falsas ou incompletas informações
  • SÉ CORDOVEZ
    Na prática a boa intenção da medida visa à extinção da cobrança retroativa do Funrural aos seus Contribuintes
J. Federal / "RESTRIÇÃO À HABITABILIDADE"

Tamanho do texto A- A+
01.11.2016 | 16h08
Contra estudantes, juiz autoriza uso de técnica de tortura usada pela CIA
Dentre as técnicas estão isolamento físico e privação de sono
Reprodução
Para o juiz, as técnicas servirão "como forma de auxiliar no convencimento à desocupação"
DO CONSULTOR JURÍDICO

Isolamento físico e privação de sono estavam entre as técnicas de interrogatório permitidas pela agência de inteligência dos EUA (CIA) para combater o terrorismo depois dos ataques de 11 de setembro de 2011. A fórmula, agora, foi autorizada por um juiz do Distrito Federal para forçar um grupo de estudantes a desocupar uma escola.

Para acabar com a invasão de estudantes no colégio em Taguatinga, o juiz Alex Costa de Oliveira, da Vara da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça do Distrito Federal determinou corte de água e energia, isolamento físico e utilização de instrumentos sonoros para impedir o sono.

As técnicas, diz o juiz, servirão "como forma de auxiliar no convencimento à desocupação", a cargo da Polícia Militar.

"Como forma de auxiliar no convencimento à desocupação, autorizo expressamente que a Polícia Militar utilize meios de restrição à habitabilidade do imóvel, tal como suspenda o corte do fornecimento de água; energia e gás. Da mesma forma autorizo que restrinja o acesso a terceiros, em especial parentes e conhecidos dos ocupantes, até que a ordem seja cumprida. Autorizo também que impeça a entrada de alimentos. Autorizo, ainda, o uso de instrumentos sonoros contínuos, direcionados ao local da ocupação, para impedir o período de sono. Tais autorizações ficam mantidas independentemente da presença de menores no local, os quais, a bem da verdade, não podem lá permanecer desacompanhados de seus responsáveis legais", escreveu o juiz na decisão.

Veja o trecho da decisão:

 


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Setembro de 2017
18.09.17 15h34 » Não cabe ao Judiciário controlar conteúdo do Big Brother Brasil, decide TRF-3
18.09.17 15h25 » Juiz federal do DF libera tratamento de homossexualidade como doença
13.09.17 16h57 » 'Eu vi Palocci mentir aqui esta semana', diz Lula a Moro
11.09.17 17h37 » Juiz do DF reavalia decisão e suspende acordo de leniência da J&F
11.09.17 17h05 » Juiz recebe acusação contra ex-prefeitos e ex-secretários de VG
Agosto de 2017
30.08.17 09h11 » Moro não vai ouvir advogado que o acusa de "negociações paralelas"
17.08.17 11h13 » Juiz pode proibir advogados de usar celular em audiência, decide TRF-4
14.08.17 17h40 » Justiça condena 3 acusados de fraude em obra de R$ 3 mi em MT
12.08.17 16h50 » Eder: acusação de Silval é "falsa, irresponsável e equivocada"
11.08.17 16h15 » Justiça investiga morador de MT que ofendeu Moro na internet



Copyright 2012 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet