Artigos
  • VILSON NERY
    Li as propostas dos três candidatos, e separei as palavras “agricultura” e agronegócio” em seu contexto no plano de governo, para dar qualidade à minha pretensão
  • JOÃO PAULO OLIVEIRA
    No processo eleitoral atual há uma enorme preocupação com relação a informações falsas que são passadas no que tange a uma série de situações e candidatos
J. Estadual / AÇÃO DE EX-CONSELHEIRO

Tamanho do texto A- A+
11.04.2018 | 15h34
TJ marca oitiva de ex-assessora que fez acusações contra juíza
Midiã Sá diz que Selma Arruda mandava negar todos os pedidos de Humberto Bosaipo
Alair Ribeiro/MidiaNews
A juíza aposentada Selma Arruda, acusada de ter agido com parcialidade
LUCAS RODRIGUES
DA REDAÇÃO

O desembargador Marcos Machado marcou para o dia 17 de maio a oitiva de Midiã Maira de Carvalho Gonçalves de Sá, ex-assessora da juíza aposentada Selma Arruda, que acusou a magistrada de mandá-la negar, sem motivos plausíveis, todos os requerimentos do ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Humberto Bosaipo.

Além de Midiã, conforme a decisão, também serão ouvidas na mesma data três testemunhas arroladas pela juíza, que também foram seus assessores: Daiane Balerini Bocardi, Guilherme Leimann e Clerie Fabiana Mendes

As oitivas são relativas a uma ação de suspeição movida por Bosaipo contra a juíza, em que ele a acusa de ter “obstinação” em condená-lo e de agir com parcialidade na condução das 19 ações penais as quais ele responde na Vara Contra o Crime Organizado da Capital.

Alair Ribeiro/MidiaNews

Marcos Machado 28-09-2017

O desembargador Marcos Machado, relator da ação de suspeição

Apesar de a magistrada ter se aposentado em março, caso a suspeição seja confirmada todos os atos de Selma Arruda nos processos contra Bosaipo serão anulados, inclusive a decisão em que ela o condenou a 18 anos e quatro meses de prisão por desvio e lavagem de dinheiro na Assembleia Legislativa.

Por conta do pedido de suspeição, todos os processos contra Bosaipo que tramitam na Vara Contra o Crime Organizado foram suspensos até que o Tribunal de Justiça decida se a juíza agiu ou não com parcialidade na condução das ações.

Um dos elementos que motivou a suspensão das ações foi justamente o depoimento de Midiã Sá.

Ela afirmou que Selma Arruda mandava negar todos os pedidos formulados pela defesa de Bosaipo, antes mesmo de analisá-los.

Já a juíza negou a acusação e disse que a sua ex-assessora tinha condutas incompatíveis no trabalho e que foi contratada por Bosaipo para fazer essas declarações.

Ao designar a data dos depoimentos, o desembargador Marcos Machado ressaltou ser “imperioso” ouvir tanto a ex-assessora Midiã quanto as testemunhas arroladas pela juíza, “a fim de apurar a suposta parcialidade da excepta [Selma] para julgar o excipiente [Bosaipo]”.

“Com essas considerações, redesigna-se a audiência para as oitivas, neste e. Tribunal [Plenário 4] no dia 17.5.2018, observados os seguintes horários: Midiã Maira de Carvalho Gonçalves de Sá, às 14:00hs; Daiane Balerini Bocardi, às 15:00hs; Guilherme Leimann, às 15:30hs e Clerie Fabiana Mendes, às 16:00hs”, determinou.

Após a colheita de provas e depoimentos, caberá à 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT) julgar a ação de suspeição. Além de Marcos Machado, essa câmara também é composta pelos desembargadores Paulo da Cunha e Orlando Perri.

Leia mais sobre o assunto:

Defesa afirma que juíza teve “obstinação” em condenar Bosaipo

Juíza condena Humberto Bosaipo a 18 anos e 4 meses de prisão


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Setembro de 2018
20.09.18 10h22 » Processo, que corre em Cuiabá, vai parar em Várzea Grande
19.09.18 17h20 » Juiz recebe denúncia e médica vira ré por morte de verdureiro
19.09.18 17h10 » Processo de ex-golpista some e impede julgamento de HC no TJ
19.09.18 14h27 » Ex-deputado Riva é condenado a 17 anos e 9 meses de prisão
19.09.18 09h57 » Réus citam deputados, mas juiz nega enviar processo para o TJ
19.09.18 09h30 » Servidor terá que indenizar juiz por ofensa em página do Facebook
19.09.18 08h59 » Justiça condena ex-auditor do TCE de MT, que perde salário de R$ 33 mil
18.09.18 17h16 » TJ suspende sentença que poderia impedir candidatura de Fabris
18.09.18 17h02 » Juiz absolve ex-secretário da AL acusado de participar de desvio
18.09.18 16h55 » Justiça condena à prisão mais de 40 membros do Comando Vermelho



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet