Artigos
  • GONÇALO ANTUNES DE BARROS
    Sabemos que há individualidade por haver uma historicidade vivida por cada qual
J. Estadual / CASO OLVEPAR

Tamanho do texto A- A+
06.02.2018 | 13h25
Falência de empresa é concluída; dívidas somam R$ 551 milhões
Processo durou 17 anos; é o mais complexo e maior falência empresarial do Estado
Reprodução
A juíza Anglizey Solivan de Oliveira(detalhe)
DIEGO FREDERICI
FOLHAMAX

A síndica do processo de falência da Olvepar Indústria e Comércio apresentou na última quinta-feira o quadro de credores, que é um passo importante para aqueles que ainda possuem dívidas com a empresa, que até 2002 possuia uma fábrica esmagadora de soja além de 9 armazéns espalhados em Mato Grosso. Os débitos débitos da empresa somam R$ 551.327.313,96 milhões.

A juíza Anglizey Solivan de Oliveira homologou a lista dos valores apresentados após um trabalho de reorganização do processo de falência. A decretação da falência ocorreu em 2002, porém, o processo já se arrasta na justiça há 17 anos.

Segundo os advogados que atuam no processo, com a consolidação do quadro geral de credores, a esperança é que a ação possa ser concluída. “Com a consolidação do Quadro Geral de Credores, após o julgamento de eventuais impugnações, conclui-se importante etapa do processo, com o fim de encaminhar ao encerramento da falência, que se arrasta há mais de 17 anos desde o ajuizamento do pedido de concordata preventiva”, diz o documento.

A falência da Olvepar é conhecida como a “maior” e mais “complexa” em Mato Grosso. A empresa foi considerada falida pela Justiça em agosto de 2002 por não ter honrado compromissos firmados em seu pedido de concordata, no ano 2000, que estabelecia o pagamento de 75% de sua dívida, mais juros de 12% ao mês e correção monetária, num período de 12 meses.

Na época, a dívida da empresa era de R$ 225,2 milhões. Apesar da conclusão da perícia, os credores ainda podem solicitar impungações.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Novembro de 2018
13.11.18 16h58 » Romoaldo nega acusação e diz que servidora estava de licença
13.11.18 16h49 » Ex-prefeito é condenado por desvio de R$ 480 mil em previdência
13.11.18 16h10 » Juiz condena ex-secretário e mais 12 por fraude de R$ 44 milhões
12.11.18 11h33 » TJ bloqueia 30% do salário de Pátio para pagar dívida com Botelho
12.11.18 11h25 » Ex-secretário tem delação homologada e devolverá R$ 1,5 mi
09.11.18 15h02 » Juiz absolve empresário acusado de estuprar e explorar menores
09.11.18 14h55 » Homem que matou esposa com 6 facadas em Cuiabá é condenado
08.11.18 17h02 » Juiz suspende licitação do Governo avaliada em cerca de R$ 300 mi
08.11.18 16h59 » Deputado lembra absolvição de 2 réus e pede prescrição
07.11.18 18h12 » Justiça cita "risco de fuga" e proíbe viagem de procurador ao RJ



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet