Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    Em qualquer esfera do Poder Público, o cidadão não pode ficar submisso às regras desprovidas de razoabilidade
J. Estadual / DECISÃO

Tamanho do texto A- A+
29.01.2018 | 16h04
Incapacidade para pagar pensão deve ser provada, diz TJMT
O autor da ação argumentou que arcava com o custo de outros três filhos
Reprodução
Fachada do Tribunal de Justiça de Mato Grosso
DA REDAÇÃO

A Segunda Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de Mato Grosso manteve decisão de Primeira Instância em favor de uma grávida e não acolheu recurso sobre o pedido de redução dos alimentos gravídicos por um homem que alegava impossibilidade financeira.

O autor da ação argumentou que arcava com o custo de outros três filhos, porém não apresentou provas convincentes do custeio de outras pensões alimentícias.

Ao ser intimado a apresentar a comprovação dos rendimentos, o apelante não ofereceu qualquer documento nesse sentido e sequer comprovou ter outros três filhos.

Além disso, o homem omitiu sua verdadeira condição financeira em juízo, pois acabou demonstrando ser contribuinte individual do INSS e que a sua remuneração é originária de empresa que leva o próprio sobrenome na razão social.

O que indica sua participação como sócio ou dono da empresa, algo que já havia sido alegado pela grávida durante a ação.

A decisão unânime, por parte da câmara julgadora, manteve também a decisão do Juízo singular, que fixara em um salário mínimo os alimentos gravídicos.


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Maio de 2018
23.05.18 11h35 » Tribunal deve julgar pedido de soltura de deputado nesta quinta
23.05.18 11h21 » TJ nega absolver prefeito em ação por aditivo supostamente ilegal
23.05.18 09h21 » Advogado de Dóia diz ter achado bala em escritório e vê ameaça
23.05.18 08h21 » Defesa de empresário pede revogação da prisão preventiva
21.05.18 17h50 » TJ barra recurso de conselheiro em condenação por falsificação
21.05.18 17h41 » TJ cita “quebra de protocolo” e suspende escolta da juíza Selma
21.05.18 11h29 » Corretor é punido por chamar empresa de “corrupta” no Facebook
21.05.18 10h41 » Juiz mantém uso de tornozeleira a delator da esquema na Faespe
21.05.18 09h02 » Justiça determina perícia em bens de Arcanjo localizados no Brasil
18.05.18 18h04 » TJ desobriga nova administração de pagar aluguel de R$ 1 milhão



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet