Artigos
  • VILSON NERY
    Li as propostas dos três candidatos, e separei as palavras “agricultura” e agronegócio” em seu contexto no plano de governo, para dar qualidade à minha pretensão
  • JOÃO PAULO OLIVEIRA
    No processo eleitoral atual há uma enorme preocupação com relação a informações falsas que são passadas no que tange a uma série de situações e candidatos
J. Estadual / NO WHATS; VEJA

Tamanho do texto A- A+
26.12.2017 | 15h41
Ex-gestora diz que diretoria do Sicoob era “conivente” em desvio
Ela disse a agente do Gaeco que foi mandada embora como “fachada”
Alair Ribeiro/MidiaNews
Agente do Gaeco durante buscas e apreensões da Convescote
LUCAS RODRIGUES
DA REDAÇÃO

Uma ex-gestora de agência do Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob), chamada Tamara, afirmou que a diretoria da cooperativa era conivente com o esquema investigado na Operação Convescote.

A revelação foi feita por ela no dia 29 de agosto, via WhatsApp, ao policial Franckciney Canavarros, do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco). O agente foi preso no dia 15 de setembro pela suspeita de ter tentado negociar informações privilegiadas sobre o esquema.

A operação apura suposto desvio de mais de R$ 3 milhões dos cofres públicos, por meio de convênios firmados entre a Fundação de Apoio ao Ensino Superior Público Estadual (Faespe) e a Assembleia, Tribunal de Contas do Estado (TCE), Secretaria de Estado de Infraestrutura e Prefeitura de Rondonópolis, entre 2015 e 2017. A fundação, segundo a denúncia, criava “empresas fantasmas” para simular a prestação de serviços.

No início da conversa (leia a íntegra ao final da matéria), Franckciney afirmou que precisaria tirar uma dúvida com Tamara. Na época, ele estava elaborando a análise das contas bancárias dos investigados no esquema.

Antes mesmo de o agente fazer o questionamento, Tamara contou a ele que foi demitida da cooperativa, e que “Ananda” e “Beth” também teriam sofrido retaliações.

Esta última seria Elizabeth Ugolini, denunciada como “braço” da organização criminosa dentro do Sicoob. Ela é acusada de ter possibilitado que a movimentação das contas correntes dos empresários denunciados fosse feita pelos demais membros do grupo, especialmente pelo servidor do TCE e também denunciado, Claudio Roberto Borges Sassioto.

Tamara: Ontem ainda ia trocar uma ideia com você. O Sicoob me mandou embora!! Transferiu a Ananda pra outra agência e a Beth nem sei como está. Saí com tanta raiva de lá que eu queria ir direto ao Ministério Público. Roger que me acalmou e pediu para eu trocar uma ideia com você.

MidiaNews/Montagem

franckciney canavarros e forum de cuiaba

O agente Franckciney Canavarros (no detalhe), cuja conversa foi descoberta pelo Gaeco

O agente do Gaeco então perguntou se a demissão foi justificada, uma vez que ele desconfiava que a diretoria do Sicoob seria conivente com as ilegalidades.

A ex-funcionária respondeu que a diretoria da cooperativa chegou a ser convocada para prestar esclarecimentos no Banco Central, no dia 10 de agosto.

Tamara: Quando voltaram entendi que o Banco Central pediu uma posição deles quanto à Convescote. E eles meio que nos tiraram de lá para dar a entender que puniram os responsáveis e a mim, porque eu era gestora da agência.  

Ela afirmou ter ficado chocada com a demissão, mas disse acreditar que seriam punidos.

Tamara: E eles sabem o risco que correm porque eu sei muita coisa deles. Na hora eu estava tão de cabeça quente que quis fazer alguma coisa... mas não posso fazer nada de cabeça quente. Eles tão tudo com medo do que ainda pode acontecer. Porque eles foram e são muito coniventes com isso.

Em outro trecho da conversa, a ex-gestora cita possíveis ilegalidade envolvendo a conta de um amigo ou parente de Luiz Benvenutti, um dos réus do esquema por supostamente ter aberto uma empresa fantasma para possibilitar os desvios.

Franckciney: Me responde uma coisa... Quando uma empresa emite um TED, essa transação aparece no extrato bancário dele?

Tamara: Tem que aparecer no extrato quando debita direto da conta da pessoa (isso é o correto) e tem a opção tipo de levar o dinheiro e fazer a TED direto pra conta da outra pessoa sem aparecer no extrato (mas isso era proibido fazer). Eu descobri nos últimos dias que eu estava lá uma outra conta dessas... a Ananda me contou, mas não consegui gravar o nome. Só sei que é de um parente ou amigo do Luiz Benvenutti. E essa é uma conta que o Luiz sacava. Não tinha documentação, nada.

O agente do Gaeco então revela que estava analisando as contas da F.B de Freitas, empresa aberta pelo advogado Fernando Biral de Freitas, ex-procurador de Cuiabá, que posteriormente confessou ter ajudado a desviar mais de R$ 1,1 milhão em favor da organização criminosa.

Tamara afirmou que, pelo relato de Franckciney, a conta sob suspeita seria mesmo a da empresa de Fernando Biral. Ao final da conversa, ela também citou que um “meio parente” do servidor Cláudio Sassioto, também réu na ação, apareceu na agência querendo saber de informações do caso.

Franckciney: Esse [Cláudio Sassioto] tá enrolado até o pescoço. Só estão presos ele, o pai e Marcos José [atualmente soltos]. Os demais abriram o bico e tiveram progressão de pena pra domiciliar.

Tamara: Eu imagino mesmo... tão enrolados mesmo. Vejamos as cenas dos próximos capítulos. Nessa hora é melhor abrir o bico mesmo. Igual Silval.

Franckciney: Claro. Como acreditar num país desse?

Tamara: Meu Deus! Lamentável.

Outro lado

Em nota, o Sicoob Central MT/MS afirmou que "não compactua com qualquer ação que venha causar dano à sociedade e tem total interesse na apuração dos fatos".

"A cooperativa defende que as investigações que tratam do assunto continuem. No entanto, a Cooperativa irá se manifestar somente após a conclusão do processo".

 

Leia a íntegra da conversa:

Leia mais sobre o assunto: 

Preso, agente do Gaeco culpa PM falecido por suposta extorsão

TJ nega liberdade a policial acusado de negociar informações

Policial do Gaeco tenta culpar falecido, mas juíza mantém prisão

Policial do Gaeco é preso por negociar informações com delator

Delator mostra mensagens de proposta para acessar ação sigilosa


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Setembro de 2018
20.09.18 10h22 » Processo, que corre em Cuiabá, vai parar em Várzea Grande
19.09.18 17h20 » Juiz recebe denúncia e médica vira ré por morte de verdureiro
19.09.18 17h10 » Processo de ex-golpista some e impede julgamento de HC no TJ
19.09.18 14h27 » Ex-deputado Riva é condenado a 17 anos e 9 meses de prisão
19.09.18 09h57 » Réus citam deputados, mas juiz nega enviar processo para o TJ
19.09.18 09h30 » Servidor terá que indenizar juiz por ofensa em página do Facebook
19.09.18 08h59 » Justiça condena ex-auditor do TCE de MT, que perde salário de R$ 33 mil
18.09.18 17h16 » TJ suspende sentença que poderia impedir candidatura de Fabris
18.09.18 17h02 » Juiz absolve ex-secretário da AL acusado de participar de desvio
18.09.18 16h55 » Justiça condena à prisão mais de 40 membros do Comando Vermelho



Copyright © 2018 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet