Artigos
  • VICTOR MAIZMAN
    O Judiciário dará solução imediata ao cidadão ou à pessoa jurídica, quando houver ameaça à violação de direito
  • EDUARDO MAHON
    Há nomes que merecem permanecer na memória da Cultura de Mato Grosso; já outros...
J. Estadual / MENSAGENS NO WHATS; VEJA

Tamanho do texto A- A+
06.11.2017 | 14h25
Investigados arquitetam estratégia contra Perri: “Peixe pronto”
Coronéis conversaram sobre instalação de câmera em farda para gravar desembargador do TJMT
TVCA/Reprodução
O coronel José Henrique Soares, que confessou ter integrado esquema
LUCAS RODRIGUES
DA REDAÇÃO

Relatório elaborado pela Polícia Civil mostrou as mensagens trocadas no WhatsApp entre o coronel José Henrique Soares e o ex-chefe da Casa Militar, coronel Evandro Lesco, em que eles articulam um plano para tentar afastar o desembargador Orlando Perri da investigação sobre o esquema de interceptações ilegais que operou no Estado.

De acordo com o documento, Lesco usava o celular de sua esposa, a personal trainer Helen Christy, para tratar do assunto com Soares. Este último confessou ter integrado a organização criminosa mediante o temor de que a quadrilha revelasse que ele era usuário de drogas e havia cometido irregularidades funcionais.

Lesco e Helen chegaram a ser presos no dia 27 de setembro, mas foram soltos no final de outubro por decisão do ministro Mauro Campbell, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que agora está com a titularidade do inquérito sobre os fatos.

Apesar de ser o número de Helen que aparece conversando com o coronel Soares, os investigados afirmaram que, na verdade, era Evandro Lesco quem usava o celular da esposa para arquitetar o plano contra Perri.

Conclui-se que o coronel Lesco, juntamente com sua esposa Helen Christy, servindo-se de manobras obscuras, tentam atrapalhar o bom andamento das investigações

Isso porque além deste detalhe ter sido confessado por Soares, os coronéis se cumprimentavam nas mensagens da forma típica de militares, com a saudação “hooop”. O contato atribuído a Helen também usava o emoji de “jóia” (popular joinha), “de tonalidade de pele morena”.

“Peixe pronto”

As primeiras mensagens que constam no relatório datam de 12 de setembro, 15 dias antes de o casal Lesco ter sido preso.

José Soares e Evandro Lesco demonstram temor após a mídia veicular que o coronel Zaqueu Barbosa, acusado de ser um dos principais operadores dos “grampos”, teria interesse em fazer delação premiada caso continuasse preso. O militar está detido desde maio.

José Soares - Temos que saber se é falso mesmo ou se tem alguma verdade.

Evandro Lesco – Falso.

José Soares – Então.

Evandro Lesco – Não é a primeira vez que falam isso no jornal.

“Analisando o corpo de mensagens contidas no aparelho acima mencionado constata-se a ligação entre o tenente-coronel Soares e a esposa do investigado coronel Lesco, a sra. Helen Christy. Igualmente, constata-se que referido terminal também é utilizado por coronel Lesco para entrar em contato com a testemunha”.

Após encerrarem este diálogo, cerca de meia hora depois Evandro Lesco volta a conversar com José Soares e manda o contato do sargento Ricardo Soler – igualmente preso no final de outubro e solto no mês seguinte pelo ministro Mauro Campbell.

Conforme as investigações, Ricardo Soler foi o responsável por implantar um equipamento de espionagem na farda do coronel Soares, que visava gravar o desembargador Orlando Perri em alguma situação que pudesse levá-lo a ser declarado suspeito para conduzir as investigações.

Na conversa, eles apelidam Soler de “peixeiro”, fazendo referência ao equipamento de gravação que seria instalado na farda, o “peixe”.

print lesco e soares conversam sobre soler

 

“Corroborando com essa afirmação, as declarações prestadas em depoimento pelo coronel Soares dão conta de um esquema de espionagem contra o desembargador Orlando Perri, arquitetado por pessoas que se autointitulam como um ‘grupo’, fazendo-se constar como envolvidos o coronel Lesco, Helen Christy (esposa de Lesco), [ex] secretário de Segurança Pública, Dr. Rogers Jarbas, major [Michel] Ferronato, coronel [Airton] Siqueira, entre outros”.

Em outro trecho do diálogo, Lesco e Soares elogiam a instalação do “peixe” feita por Soler na farda.

José Soares - O Soler fez o serviço na farda de primeira. Não dá nem para notar.

Evandro Lesco – É um craque.

José Soares -  O cara é artista. Vdd [verdade].

Evandro Lesco – Craque no peixe.

José Soares – kkkkkkkkkkk.

Evandro Lesco -  kkkkk. Sério pô. Kkkkk

O coronel Lesco também pergunta sobre o andamento do inquérito policial militar (IPM) que apurava os grampos. Na época, Soares era escrivão do IPM e confessou ter passado as informações privilegiadas para o grupo criminoso.

Evandro Lesco – E aí, alguma novidade?

José Soares – Cansativo demais.

Evandro Lesco – Tá ralado.

José Soares – Ouvimos uns nove ppmm [policiais militares], mas nada de relevante. A situação do Siqueira é a msm [mesma].

Evandro Lesco – Tenho certeza, só trabalho.

print lesco e soares conversam sobre soler

 

“Conclui-se que o coronel Lesco, juntamente com sua esposa Helen Christy, servindo-se de manobras obscuras, tentam atrapalhar o bom andamento das investigações. Da mesma forma, verifica-se que o sargento Soler, vulgo ‘Peixeiro’, é o responsável por operacionalizar a obtenção de áudios/vídeos de forma clandestina, a mando de pessoas que se intitulam ‘grupo’”.

Leia mais sobre o assunto:

Lesco debocha de Perri: “O velho tá brabo; vamos atravessar”


Voltar   

Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seção:
Novembro de 2017
22.11.17 16h55 » Juíza Vandymara Zanolo fala sobre controle de precedentes no TJMT
22.11.17 14h01 » Associação de juízes exige explicações de promotor de Justiça
22.11.17 11h00 » TJ diz que falha em sistema permitiu liberdade de sequestrador
21.11.17 15h22 » Justiça penhora R$ 268 mil de empresa para indenizar magistrado
20.11.17 16h00 » Juíza condena dupla que roubou e esfaqueou designer de joias
18.11.17 15h23 » Apartamento de Nadaf avaliado em R$ 470 mil vai a leilão no Fórum
17.11.17 17h45 » Adjunta nega acusação e diz que deixou carro na sede do PDT
17.11.17 16h58 » TJ nega recurso do Estado e mantém reposição de 11% a policiais
17.11.17 16h47 » Juiz condena quatro ex-servidores da Sefaz a seis anos de prisão
17.11.17 15h59 » Adjunta da Casa Civil é intimada a devolver Mitsubishi ao PDT



Copyright 2012 Midia Jur - Todos os direitos reservados
Trinix Internet